A Informática na Educação Especial

* Carina Ferreira

A informática é um recurso de muita importância o qual contribui muito para a construção do conhecimento, por tanto deve ser usado cada vez mais na sala de recurso, a tecnologia nos dias atuais pode ser considerada como uma extensão do nosso corpo, pois através dela podemos experimentar interagir, aprender e perceber. “As crianças com deficiência (física, auditiva, visual ou mental) têm dificuldades que limitam sua capacidade de interagir com o mundo. Estas dificuldades podem impedir que estas crianças desenvolvam habilidades que formam a base do seu processo de aprendizagem.” (Valente, 1991,p.1).

Vygotsky considerou como fator importante no desenvolvimento humano, o processo de apropriação das experiências presentes na cultura por cada indivíduo. O autor dá enorme importância à ação, à linguagem e à aprendizagem na construção de estruturas mentais superiores (VYGOTSKY, 1987). O acesso aos recursos oferecidos pela sociedade, pela cultura, escola, tecnologias, etc., influenciam determinantemente nos processos de aprendizagem da pessoa.

Através da informática pode – se criar essas possibilidades de acesso, é cada vez mais exploratório o sistema tecnológico e há muitos recursos surpreendentes e softwares onde possibilitam uma aprendizagem facilitadora e atrativa.

A informática em si provoca curiosidade e deslumbramento, por tanto, o docente deve conhecer e dominar os procedimentos da tecnologia que deseja colocar em ação. SANTOS (2007, p. 6) salienta que “a consciência do professor está condicionada, primeiramente ao domínio do conteúdo e do método, além do conhecimento sobre as possibilidades facilitadoras para a sua prática, permitindo assim operar as tecnologias e operar sobre as tecnologias, superando a passividade pela atividade criativa.”

CAMARGO e BELLINI (1995, p. 10) apontam que “O computador não melhora o ensino apenas por estar ali”.

A importância dessa ferramenta no cotidiano dos alunos da AEE, torna-se visível, pois a cada dia a tecnologia entra e nossas casas de várias maneiras e devemos usufruir desse benefício para a aprendizagem.

Para pessoas criativas o computador se torna um amplificador da mente, pois ele instiga o ativamento dos circuitos cerebrais.

MORAES (2005, p. s/n.º) acrescenta que “…não é possível ignorar os avanços tecnológicos. Para produzir, entender, aprender e educar, é cada vez mais necessário conhecer a linguagem digital.”

A internet trouxe melhoramento para o aprendizado ela vem fazendo presença desde que foi criada, como inovação e tecnológica, a difusão do conhecimento de forma democrática.

VALENTE (2005, p. 27) analisa: “A interação entre o aprendiz e o computador consiste na leitura da tela (ou escuta da informação fornecida), no avanço na sequência de informação, na escolha de informação e/ou na resposta de perguntas que são fornecidas ao sistema,” sendo importante a intervenção dos recursos informáticos por parte do docente, dando oportunidade para o processo educacional ser mais interativo, dinâmico

Quando o aluno interessa-se por alguma coisa ele busca conhecer o seu objetivo, e por meio dessa curiosidade de conhecimento que acabam sendo auxiliados a estruturar-se desenvolvendo sua aprendizagem.

Através da internet, poderão vivenciar realidades em localidades e tempos diferentes, onde poderão ser comparadas, trazendo assim a ânsia do conhecimento a vontade do saber mais a busca do saber.

Professores devem buscar aprimorar seus conhecimentos dentro da tecnologia para poder transmitir com facilidade, e ter plena sabedoria do que estão repassando para seus alunos, pois dúvidas e muitas perguntas surgirão por isso devem ter o pleno conhecimento da ferramenta que será utilizada como auxílio em sua sala de aula.

MORAES (2005, p. s/n.º) cita que “É nela que, hoje em dia, a informação é gerada, processada, armazenada e transmitida. Queiramos ou não, o novo ‘idioma’ está mudando o modo de ver o mundo”. “A tendência é que, mais rapidamente do que podemos imaginar, essa mudança atinja a todos’.” A nova sociedade de conhecimento tem como suporte principal o desenvolvimento digital.

A informática deve ser incluída no dia a dia da educação para que o aluno possa desenvolver melhor suas habilidades, e tenha a curiosidade, pois a educação é um processo de construção e cabe ao educador encontrar ferramentas que facilitem e ajudem nesse desenvolvimento e a informática é o melhor meio de fazermos essa curiosidade e criatividade aflorar no aprendizado. Professores não podem apenas transferir conhecimento, mas sim ajudar os alunos a construírem o seu.

Referências

CAMARGO, Paulo de e BELLINI, Nilza. Computador – o que você precisa aprender para ensinar com ele. São Paulo, Nova Escola. Ano X. nº 86. Ago. 1995. p. 8-12.

MORAES. Vinci. Tecnologias da Informação. Escola. São Paulo, set, 2005. [Encarte – Faber Castell].

OLIVEIRA, Marta Koll. Vigotsky : aprendizado e desenvolvimento um processo sócio-histórico. São Paulo : Scipione, 1993. 111 p.

SANTOS, Elizabete dos. Et al. Educação e tecnologia na Secretaria de Estado da Educação do Paraná. Secretaria de Estado da Educação do Paraná. Curitiba : CETEPAR, 2007. p. 1-7

TORNAGHI, Alberto. Computadores, Internet e educação à distância. Integração das Tecnologias na Educação / Secretaria de Educação à Distancia. Brasília: Ministério da Educação, Seed, 2005. p. 166-171. 204 p.