Sindipedras busca desenvolver parceria com a UFRGS

O intuito é que os professores da instituição possam sugerir alternativas para resoluções de problemas do setor pedrista

Por Lucas Bicudo em 16/09/2014

   

(Foto: Lucas Bicudo / ClicSoledade)
Sindipedras busca desenvolver parceria com a UFRGS

Empresários ligados ao setor pedrista, acompanhados de membros da diretoria do Sindipedras, estiveram reunidos na última semana, 12/9, com o professor da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), Léo Afraneo Hartmann. Na ocasião, foram ponderadas possíveis parcerias a serem estabelecidas com docentes da instituição de ensino, no desenvolvimento de projetos que visem resolver alguns problemas do setor.

O presidente do Sindipedras, Sadi Bagatini, considerou que em razão do segmento pedrista não ter uma política definida, acaba não avançando como deveria. “É por este motivo que estamos aqui para tentarmos ver no que podemos melhorar. Hoje, o nosso principal problema reside na poeira é resulta do processo de corte das pedras”, citou.

Léo Hartmann disse que a UFRGS pode ajudar disponibilizando professores nas diferentes especialidades. “Temos um corpo docente capacitado, basta apenas nos comunicar que observamos em que podemos auxiliar, seja por meio de equipamentos, laboratórios, projetos e desenvolvimento tecnológico. Coloco-me integralmente a disposição para fazer este contato entre o setor e a Universidade”, aduziu.

sindipedras-1

O educador lembrou que já são fomentadas outras ações em parceria com o Centro Tecnológico de Pedras, Gemas e Joias do Rio Grande do Sul. “Creio ser interessante que um ou dois professores da UFRGS venham até Soledade, visitem algumas empresas e emitirem suas opiniões e darem sugestões imediatas e posteriormente emitirem seu parecer”, ponderou.

Ele ainda acrescentou que poderiam ser instaladas em duas ou três empresas, modelos de soluções que também são adaptáveis para os pequenos empreendedores e que em uma projeção futura possa ser viável para que os demais igualmente possam adquirir e implementar no seu negócio. “São apenas suposições de possibilidades que podem ser aplicadas. Todas estas informações podem ser repassadas pelos professores”, concluiu.

   
O Portal ClicSoledade não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Publicidade