Centro de Estudantes Universitários de Soledade quita a dívida de R$ 110 mil

O débito existente vinha acumulando há vários anos, e somente agora a diretoria da entidade conseguiu saldar o passivo

Por Lucas Bicudo em 17/09/2014

   

(Foto: Lucas Bicudo / ClicSoledade)
Centro de Estudantes Universitários de Soledade quita a dívida de R$ 110 mil

A diretoria do Centro de Estudantes Universitários de Soledade (CEUS) convocou uma assembleia no último sábado, 13 de setembro, quando foi apresentada aos associados, as informações sobre a quitação da dívida. O presidente Filipe Bianchi ponderou que devido as medidas administrativas tomadas desde quando assumiu o cargo, possibilitaram que o débito fosse pago.

A despesa foi contraída junto às empresas que prestam o serviço de transporte dos universitários para Passo Fundo e Carazinho, assim como com o Sicredi. “No último ano, o valor se tornou insustentável, onde o Ceus chegou ao ponto de cogitar fechar em razão de que os empresários não queriam mais prestar o serviço”, relembrou. De acordo com Filipe, o déficit veio se acumulando ao longo dos anos, alcançando o valor de R$ 110 mil.

Para poder saldar o passivo, o presidente disse que algumas medidas administrativas foram tomadas. “Começamos a economizar e reduzir os custos operacionais, quando contratamos uma nova secretária com o valor do salário mais em conta, combatemos a inadimplência, conseguimos renegociar com as empresas novos preços, reduzindo de R$ 430,00 para 415,00, além de aumentarmos o valor da passagem, de R$ 5,75 para 8,00, medida esta que gerou descontentamento de vários associados, mas que agora surtiu efeito”, justificou.

Durante a assembleia, também foram deliberadas outras questões de interesse dos associados. Com o término da dívida, ficou estabelecido que terá uma redução, sendo que o novo valor da mensalidade será de R$ 6,50. “A ideia é manter este valor até o final da nossa gestão, que acaba no final do ano. Provavelmente deixaremos dinheiro em caixa, por isto é importante que os alunos continuem fiscalizando para que futuramente esta dívida não volte a se formar novamente”, aduziu Filipe.

Outra questão definida durante o encontro é que fica expressamente proibido o consumo de bebida alcoólica no interior dos ônibus. “Estamos recebendo reclamações. Por isto, decidimos em comum acordo que serão tomadas medidas administrativas, caso a ordem não seja cumprida, e entre as atitudes, está a suspensão”, finalizou.

   
O Portal ClicSoledade não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Publicidade