CEUS realizou prestação de contas na Câmara de Soledade

Vice-presidente da entidade e contador estiveram no Legislativo na noite desta segunda-feira

Por Redação em 14/04/2015

   

(Foto: Mauricio Orsolin / ClicSoledade)
CEUS realizou prestação de contas na Câmara de Soledade

O Vice-presidente, Alisson Klar, e Contador, João Vasconcelos, do Centro dos Estudantes Universitários de Soledade, estiveram participando da sessão legislativa desta segunda-feira, 13, na Câmara de Soledade.

Os representantes dos CEUS atenderam a um requerimento de autoria do vereador João Vilmar de Miranda, solicitando esclarecimentos sobre o número de alunos que utilizam o transporte universitário, bem como os valores arrecadados, e os pagamentos que são feitos para as empresas de transporte

De acordo com Alisson Klar, atualmente o CEUS conta com 602 alunos inscritos e o valor pago por viagem é de R$ 6,50 para estudantes universitários e cursos técnicos, e de R$ 10 para os de cursinhos pré-vestibular.

Durante a explanação, Klar colocou os valores que foram investidos nas empresas que prestam o serviço de transporte, referente ao final de fevereiro e o mês de março. Segundo os dados foram pagos cerca de R$ 85 mil, com a Parassol Tur (R$ 13.594), Guerra e Pagnussat (R$ 15.450), Corbelini Turismo (R$ 23.650) e EJ Tur (R$ 32 mil). Além disso, foi arrecadado cerca de R$ 90 mil com as mensalidades (R$ 60.715) e repasse da Prefeitura de Soledade (R$ 29.500).

Ao final, o vice-presidente agradeceu a oportunidade para expor os números da entidade, e assegurou que a atual gestão do CEUS está realizando um trabalho com transparência, permitindo assim que todos possam acompanhar os resultados.

É possível acompanhar o trabalho do CEUS através do Facebook no link:
https://www.facebook.com/ceusoledade

DSC_9947

   
O Portal ClicSoledade não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Publicidade