Presidente da Amasbi integrou comitiva da Famurs que esteve em Brasília

Comissão foi recebida por representante do governo federal e manifestou apoio ao retorno da CPMF

Por Redação em 14/10/2015

   

(Foto: Maurício Tomedi / Famurs)
Presidente da Amasbi integrou comitiva da Famurs que esteve em Brasília

O presidente da Associação dos Municípios do Alto da Serra do Botucaraí - Amasbi, e prefeito de MOrmaço, Luiz Carlos Machado, integrou uma comitiva de 20 prefeitos gaúchos que apresentou, na última quinta-feira (8/10), moção de apoio ao governo federal na proposta de recriação da Contribuição Provisória sobre Movimentações Financeiras (CPMF).

Liderada pelo presidente da Famurs e prefeito de Candiota, Luiz Carlos Folador, a comissão foi recebida pelo subchefe de Assuntos Federativos da Secretaria de Governo, Olavo Noletto, no Palácio do Planalto, em Brasília. "Queremos resolver os problemas das prefeituras. Precisamos de recursos para manter as creches, os postos de saúde, o transporte escolar e o salário dos professores", reivindicou Folador. O encontro serviu para dar encaminhamentos ao Movimento do Bolo, realizado em 473 municípios gaúchos no dia 25 de setembro.

Durante a audiência, os prefeitos questionaram Noletto sobre que ações o governo tomaria para repartir o bolo tributário. Segundo ele, uma série de medidas já foram tomadas nos últimos anos para ampliar a participação das prefeituras na divisão dos recursos de impostos, como a criação do programa Mais Médicos. Para o representante do governo federal, a única solução de curto prazo é a recriação da CPMF, que agora conta com o apoio dos prefeitos gaúchos. "Nós estamos trabalhando duro para isso. É dinheiro na veia para o ano que vem", comparou.

Entre outras propostas apresentadas pela Federação, estavam a cobrança de Imposto de Renda (IR) sobre lucro de empresas, a taxação das grandes fortunas, a exclusão dos gastos com saúde e educação da Lei de Responsabilidade Fiscal e atualização da Lei de Licitações.

   
O Portal ClicSoledade não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Publicidade