I Noite Cultural Pró - APAS

Associação de Proteção aos Animais de Soledade - APAS - promoveu Noite Cultural.

Por Bruno Quevedo em 30/09/2009

   

nao. (Foto: Mariana Teixeira)
I Noite Cultural Pró - APAS

O amor aos animais não se limita ao carinho. Ele precisa de cuidados, de alguém que realmente se preocupe com eles. “Dia após dia, animais indefesos são abandonados à mercê da própria sorte nas ruas de Soledade, por pessoas que não tem responsabilidade e compaixão com a vida. Cães e gatos são diariamente maltratados, espancados, envenenados, atropelados, sem ter quem os socorram, quem os tratem, quem os adotem” (trecho da apresentação da APAS).



A Associação

A APAS de Soledade é uma instituição que recolhe, trata e disponibiliza serviços para os animais abandonados que têm algum problema, como sarna, fraturas provocadas por atropelamentos, problemas de saúde, entre outros.

Na noite de 25 de setembro, a APAS promoveu o I Encontro Cultural Pró - APAS, que aconteceu no Auditório do Centro Cultural de Soledade, com início às 20h30min e que tinha como objetivo, apresentar o trabalho desenvolvido pela Associação para a comunidade. O Encontro teve apresentações artísticas do Coral Municipal, Gustavo Knopf, Grupo Soledade, Angelo Sebben, Elomar Parizzotto, João Laner, Luiz Trautmman e Lize, Carol Prestes, juntamente com Adão Vargas e Nestor, Gerson Antunes e Paulo Guerra, Grupo Sai da Moita, com o encerramento de Aline Bosa e João Laner.

Além de mostrar o trabalho da APAS, o Encontro foi realizado para angariar fundos para a Associação, uma vez que todos os tratamentos que são realizados custam caro, sendo que na maioria das vezes, necessita-se de medicamentos. A APAS possui uma instalação na Rua 13 de Maio, 1402, que não é própria, o que gera mais custos, assim como funcionários, despesas de alimentação dos animais, dentre outros.

Os interessados em adotar um animal, assinam um termo de responsabilidade financeira e psicológica antes de levarem o animal. A Associação possui hoje, cerca de 40 animais, quando suportaria apenas 20. Os tratamentos são exclusivos para cães, por causa do pequeno espaço do local, mas, segundo a Presidente da APAS, Maria Alvina Brum, o atendimento pretende ser estendido assim que a Associação adquirir sede própria.

A Presidente deixa a seguinte mensagem: “Usarei a frase que costumo dizer sempre, que ‘não importa saber se um animal é capaz de pensar, sei que ele é capaz de sofrer e, por isso, considero-o meu próximo’, frase de Albert Schweitzer, e pedir para as pessoas que sejam responsáveis com os animais, e assim, cada um fazendo a sua parte, a realidade pode ser mudada”.

   
O Portal ClicSoledade não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Publicidade