Desembargador soledadense recebeu homenagem na capital do Acre

Pedro Ranzi, recebeu na noite desta quarta-feira (28/12) a Comenda do Mérito Volta da Empreza 2016 em Rio Branco

Por Redação em 29/12/2016

   

(Foto: Luciano Tavares / AC24Horas)
Desembargador soledadense recebeu homenagem na capital do Acre

O soledadense desembargador aposentado Pedro Ranzi, recebeu na noite desta quarta-feira (28/12) a Comenda do Mérito Volta da Empreza 2016 em Rio Branco, capital do estado do Acre. A honraria foi entregue pelo prefeito Marcus Alexandre.

A atividade faz parte da programação de aniversário de Rio Branco, que neste ano completa 134 anos de fundação. Pedro Ranzi, levou a Rio Branco os costumes sulistas através do Centro de Tradições Gaúchas (CTG) Plácido de Castro, localizado na Vila da Amizade, no 2º Distrito da capital.

O nome da Comenda é uma referência à primeira denominação dada à cidade de Rio Branco no período de sua transição de seringal a povoado. A Comenda Volta da Empreza é constituída de três graus com distintos: O grau Fundador, cujo patrono é Neutel Newton Maia, destina-se a reconhecer os que se destacaram por sua significativa contribuição nos campos social, cultural, econômico, humanitário, desportivo, ou outros de notável importância para a cidade, bairro ou comunidade.

O desembargador Pedro Ranzi, gaúcho, disse que se sentiu honrado pela homenagem e por ter sido escolhido pelo Centro de Tradições Gaúchas para receber a comenda. O grau Comandante tem o Coronel José Plácido de Castro como patrono e destina-se a homenagear os que contribuíram, através de atos extraordinários com a comunidade, para a consolidação da cidade em nível regional.

“Estou aqui representando os gaúchos. É uma honra. Na verdade, uma homenagem aos gaúchos. Fico agradecido na presença de vocês, e quero dizer que na casa de gaúcho não tem tramela”, disse bem humorado.

Conheça o desembargador

Ele nasceu em 1947 no Município de Soledade, na localidade de Pontão do Butiá, hoje pertencente a Espumoso. Sua família era originária de Bento Gonçalves, onde seu bisavô, Carlos Jerolimo, recebeu o lote 200 da colônia Santo Antão, em Bento Gonçalves, Rio Grande do Sul.

Chegou ao Acre em fevereiro de 1969. Em Cruzeiro do Sul foi secretário-geral do Município em 1970 e prefeito no ano seguinte. É formado em Direito pela Universidade Federal do Acre (UFAC).

No âmbito acadêmico, coordenou o curso de Direito da UFAC e também chefiou a assessoria jurídica. Atuou no Grupo Tarefa, encarregado da conclusão do Projeto de Construção da Escola de Ensino Fundamental de Rio Branco; integrou a Comissão que procedeu à eleição dos acadêmicos que integram os conselhos de ensino, pesquisa e extensão e de administração da Universidade Federal do Acre (UFAC); foi subchefe do Departamento de Direito, Coordenou o curso de Direito e chefiou a assessoria jurídica da mesma Universidade.

Também atuou como assessor técnico administrativo do Tribunal de Justiça do Acre. Em fevereiro de 1988, foi nomeado Juiz de Direito Substituto, atuando na 1ª Entrância na Vara Criminal da Comarca de Cruzeiro do Sul; na 2ª Entrância da 3ª Vara Criminal da Comarca de Rio Branco, além de coordenador do Juizado Especial Criminal da Comarca de Rio Branco e Juiz eleitoral da 9ª Zona.

Em junho de 2005 assumiu o cargo de Desembargador do TJAC. Foi vice-presidente do Tribunal Regional Eleitoral do Acre (TRE) entre 2005-2007 e vice-presidente do Tribunal de Justiça no biênio 2007-2009.

Exerceu a Presidência do TJAC no biênio 2009-2011 e a Presidência do TRE-AC no biênio 2011-2013, período em que também foi Presidente da Câmara Criminal do TJAC e Corregedor Geral da Justiça do Acre (biênio 2013-2015).

Em 1974, fundou, junto com companheiros, o Centro de Tradições Gaúchas (CTG) Plácido de Castro e 2001 estreou o Programa de Gaúcho, sempre aos domingos, contando histórias gaúchas, promovendo a integração entre gaúchos e nordestinos. O programa está no ar há quinze anos e é considerado um dos grandes representantes da comunidade gaúcha no Acre.

A informação é da Rádio Soledade e do Portal AC24Horas.

   
O Portal ClicSoledade não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Publicidade