Polícia Civil é homenageada pela Câmara de Vereadores de Soledade

Entrega do Voto de Louvor foi realizada na noite desta segunda-feira, 10/04, durante momento solene.

Por Redação em 11/04/2017

   

(Foto: Fernando Martins / Rádio Soledade)
Polícia Civil é homenageada pela Câmara de Vereadores de Soledade

A Câmara de Vereadores de Soledade realizou momento solene na noite desta segunda-feira (11) para a entrega de Voto de Louvor a Polícia Civil. A proposição para a honraria partiu do vereador Edson Ivo Stecker (PSDB) e foi aprovada por unanimidade pelos edis soledadenses.

Marcada por discursos efusivos em elogio ao trabalho que a Polícia Civil em Soledade e toda a região, a solenidade teve significativa presença de autoridades e comunidade. Em seus pronunciamentos, os líderes das bancadas com assento no Legislativo Municipal foram unânimes em reconhecer a sensação de segurança que a comunidade local vive e parabenizaram aos integrantes da Polícia pelo incansável trabalho, que mesmo em meio a uma série de dificuldades, tem se mostrado eficiente.

O prefeito de Soledade Paulo Cattaneo disse estar com a “alma lavada” pois o executivo já havia feito uma homenagem e esperava que a Câmara também a fizesse. Para o gestor “a Câmara é espaço de representação da comunidade e com a homenagem, os vereadores legitimam o reconhecimento do povo de Soledade para com a Polícia Civil”. Ele ainda comemorou a tratativa de uma liberação de emenda conjunta da bancada gaúcha no valor de R$ 300 mil que serão destinados aos investimentos em segurança pública.

Também presente no evento, o Promotor de Justiça Bill Jerônimo Scherer, focou sua fala em reconhecer o trabalho da Polícia Civil, que de forma técnica e ágil tem combatido a criminalidade. Ele destacou que em Soledade há uma parceria institucional entre o MP, o judiciário a Polícia Civil e a Brigada Militar, a qual é centrada em dar respostas a sociedade e tem colhido bons frutos.

Falando em nome da Polícia Civil, o delegado titular da 24ª Região Policial Jader Ribeiro Duarte agradeceu a homenagem, falou dos desafios em ser policial nos dias atuais devido a carência em efetivo e estrutura, mas que isso não tem eximido os policiais de Soledade e região em atuar fortemente no combate à criminalidade.

Prova disso são as constantes operações e respostas ao crime, a exemplo de operações como a realizada em Mormaço, que desbaratou quadrilha de assalto a bancos e também a que tirou de uma única vez, mais de 40 traficantes de atividade, denominada “Garras da Lei”. Jader também enfatizou que independente de nomenclatura de cargos, a Polícia Civil trabalha na região de forma unida e ainda conta com uma sintonia muito positiva com a Brigada Militar, Poder Judiciário e Ministério Público.

Em sua manifestação, o presidente do Poder Legislativo, Ilânio Casagrande Guerra, agradeceu pelo trabalho da Polícia Civil, colocando a Câmara como parceira de ações que possam fomentar o trabalho policial. Ele disse que a Câmara é o espaço de representação popular, e por isso é o lugar de onde se deve partir homenagens como o voto de louvor a Polícia Civil, instituição centenária que tem de forma exemplar garantido a segurança da comunidade local e regional.

POLÍCIA CIVIL NA REGIÃO

Soledade é a sede da 24ª Região Policial, a qual abrange 14 municípios e 11 delegacias, perfazendo uma extensão territorial de 5,6 mil km² e uma população de 130 mil habitantes. Atualmente a região conta com quatro delegados e 36 agentes, sendo que em Soledade estão lotados 23.

PRESENÇAS

Também prestigiaram a cerimônia, os delegados Guilherme Pacífico da Silva, Marcos Vinicius Muniz Veloso, Márcio Marodim, policiais civis, secretários municipais, o presidente do CONSEPRO João Orlandini, representantes da Brigada Militar, entidades, clubes de serviços e comunidade em geral.

A informação é da Rádio Soledade.

   
O Portal ClicSoledade não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Publicidade