Executivo destinará recursos a Liga de Combate ao Câncer de Soledade

Projeto foi encaminhado para o Legislativo Soledadense e prevê um reparasse mensal de R$ 3 mil.

Por Redação em 19/04/2017
(Foto: Arquivo / ClicSoledade)
Executivo destinará recursos a Liga de Combate ao Câncer de Soledade

Após certo tempo de tratativas e de diversos debates quanto a possibilidade do Poder Executivo de Soledade repassar recursos para a Liga Feminina de Combate ao Câncer, o prefeito Paulo Cattaneo anunciou na manhã desta quarta-feira (19) ter encaminhado para a Câmara de Vereadores o projeto de lei para o auxílio.

Tal anúncio veio após uma entrevista concedida a Rádio Soledade, onde a vice-presidente da Liga, Ana Freitas, relatou estar desesperançosa com o tema. Ela comentou ter ligado ao prefeito e que o mesmo disse que sequer teria tido tempo de analisar o projeto, até sendo um tanto ríspido. A instituição chegou até cogitar em desistir de pleitear o recurso.

Contraponto as declarações, o prefeito Cattaneo atendeu a reportagem da emissora onde apresentou o projeto, que havia sido protocolado minutos antes na Câmara Municipal. Segundo ele, apenas não analisou a matéria ainda no dia em que o plano de trabalho foi apresentado, pois estava atendendo seu filho, que passou por um procedimento cirúrgico.

O PL prevê a formalização de termo de fomento, onde deverão ser repassados R$ 36 mil reais no período de um ano, sendo R$ 3 mil mensais para que a entidade possa auxiliar as pessoas que são acometidas de câncer. O trabalho voluntário contempla a destinação de medicamentos, alimentação e até exames para os cerca de 80 pacientes atendidos pela a Liga Feminina de Combate ao Câncer.

Agora há a expectativa de que o projeto possa ser votado nas próximas semanas na Câmara Municipal.

A informação é da Rádio Soledade.

   
O Portal ClicSoledade não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Publicidade