70 anos do CRC/RS é lembrado durante sessão legislativa em Soledade

Adriana Faoro Teixeira, delegada regional, falou sobre a importância da entidade e atribuições da profissão

Por Lucas Bicudo em 26/04/2017

   

(Foto: Lucas Bicudo / ClicSoledade)
70 anos do CRC/RS é lembrado durante sessão legislativa em Soledade

A passagem dos 70 anos do Conselho Regional de Contabilidade do Rio Grande do Sul foi lembrada durante sessão da Câmara de Vereadores de Soledade. A delegada regional, Adriana Faoro Teixeira, ocupou o espaço da Tribuna Livre na segunda-feira, 24/4, oportunidade em que falou sobre a importância da entidade, bem como as atribuições da profissão.

Ao longo destas sete décadas de história, a entidade já concedeu registro a mais de 98 mil profissionais. “Em dezembro de 2016, o número de profissionais ativos era de 40.397, sendo que destes, 62% são Contadores e 38% Técnicos em Contabilidade. Ainda em relação a este total, 52% são homens e 48% mulheres”, informou.

Destacou que Soledade é sede de uma Delegacia Regional, que atende Barros Cassal, Fontoura Xavier, Ibirapuitã, Lagoão, São José do Herval, além do município sede. “Atualmente temos 104 profissionais registrados, onde sou delegada desde 17/2/2011, escolhida por voto direto dos colegas”, acrescentou. A Delegacia está localizada na R. Quintino Bocaiúva, 643, no centro.
crc-1
Na oportunidade, Adriana evidenciou uma campanha criada pelo CRC/RS chamada “Escolha o Destino”, em parceria com Ministério Público, Receita Estadual, Junta Comercial, Tribunal de Contas do Estado e Governo do Estado. “Tem como propósito destinar o imposto de renda para o Funcriança dos municípios, onde aqui em Soledade estamos cadastrados”, ponderou.

Além de fiscalizar o exercício da profissão contábil e de efetuar o registro dos profissionais da Contabilidade e das organizações contábeis, o CRC/RS também preocupa-se em oferecer qualificação. “Por meio do Programa de Educação Continuada, temos oportunidade de nos atualizar participando de cursos, palestras, seminários, entre outros eventos”, observou.

Ao fazer referência a profissão, Adriana declara que um bom contador é visto como um gestor. “Somos nós que orientamos a tomada de decisões do empreendedor com relação as questões monetárias e de um modo geral, damos suporte mercantil, fiscal e tributário para as empresas, sempre com transparência e responsabilidade”, finalizou.

Durante a sessão, também esteve presente o contador Eloi Dalla Vecchia, presidente da Academia de Ciências Contábeis do Rio Grande do Sul e diretor da Faculdade de Ciências Econômicas, Administrativas e Contábeis (FEAC) da UPF.

   
O Portal ClicSoledade não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Publicidade