Soledade recebeu reunião que discutiu ações para conter os crimes no campo

Encontro foi promovido pela Frente Parlamentar de Combate aos Crimes Agropecuários, presidida pelo deputado Sérgio Turra

Por Lucas Oliveira Bicudo em 24/11/2017

   

(Foto: Lucas Bicudo / ClicSoledade)
Soledade recebeu reunião que discutiu ações para conter os crimes no campo

A Frente Parlamentar de Combate aos Crimes Agropecuários (FPCCA) realizou em Soledade a terceira reunião de trabalho, que tem como objetivo propor medidas de repressão ao crime organizado no meio rural. O encontro aconteceu na quinta-feira, 23/11, na Câmara de Vereadores.

Presidida pelo deputado estadual Sérgio Turra, a iniciativa busca ouvir as lideranças, órgãos de segurança e produtores sobre a realidade de cada região. “Queremos realizar um diagnóstico e também somar forças e esforços para combater aqueles que estão organizados. Nosso intuito é auxiliar e ser o elo de interlocução junto ao Governo do Estado”, afirma o parlamentar.

Criada no final de agosto, durante a Expointer, a FPCCA nestes dois meses de trabalho já conseguiu conquistas concretas. “Tivemos o anúncio da criação da Delegacia Especializada na Repressão aos Crimes Rurais e Abigeato. Inicialmente serão cinco sedes em todo o Estado: Bagé, Camaquã, Santiago, Rosário do Sul e Cruz Alta”, informou.

Turra salienta que o Ministério Público também manifestou interesse em criar uma Promotoria Especializada em Crimes Agropecuários. “A atividade que é responsável por 46% do PIB do Estado precisa de ações que garantam a sua segurança e estamos em busca disso. Ficamos felizes com os avanços já conquistado até o momento”, assinalou.

O Coronel Jair Euclésio Ely, comandante do CRPO Planalto, declara que a Brigada Militar tem feito ações para coibir a atuação dos assaltantes. “Porém se tornam pequenas diante do tamanho do problema. Precisamos de mais homens, assim como renovação da frota que já está bastante defasada”, pontuou.

O Capitão Wilian Ragnini, que responde pelo comando da 2ª Cia/Soledade, parabenizou a iniciativa. “Acredito que o caminho é este, sentar e achar soluções em conjunto. Estamos com a Operação Avante na região, onde alguns policiais do 3º BOE foram destacados para atuar na identificação das ocorrências, em um trabalho em parceria com a Polícia Civil”, informou.

Jader Ribeiro Duarte, delegado regional, lembrou que a região de Soledade enfrenta um grande problema, que é possuir muitos acessos, facilitando a fuga. “São criminosos que vem de outras regiões para cá, por saberem desta característica. Temos feito o combate, porém aqui precisamos de um tratamento diferenciado enquanto segurança pública”, observou.

Ele afirma que a 24ª DPR, com sede em Soledade, possui o menor efetivo de policiais do Estado. “Nos sentimos um pouco esquecidos e não queremos que as facções migrem para cá. O Capitão Boscardin, comandante da 2ª Cia, disse que, se tiver o veículo, se compromete em reativar a Patrulha Rural, que tem papel importante no combate ao crime no campo”, concluiu.

Durante a reunião também foi aberto espaço para que o público presente se manifestasse. Todos mostraram preocupação quanto ao crescimento do crime, especialmente o abigeato, que segundo dados, representa 70% dos casos que ocorrem no campo no Rio Grande do Sul.

   
O Portal ClicSoledade não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Publicidade