Dia de Campo reúne agricultores da região em Mormaço

Atividade faz parte do projeto Lavoura de Resultados e aconteceu na propriedade de Rogério Koenig

Por Redação em 20/02/2018

   

(Foto: Carina Venzo Cavalheiro)
Dia de Campo reúne agricultores da região em Mormaço

Cerca de 140 agricultores da região participaram de um Dia de Campo sobre o Projeto Lavoura de Resultados, com foco na produção de soja. O evento aconteceu na tarde de sexta-feira, 16/02, na propriedade de Rogério Koenig, no município de Mormaço, quando os presentes puderam acompanhar as informações em quatro estações temáticas.

Foram repassadas orientações sobre os produtos, a quantidade e o momento mais indicado a aplicação de defensivos agrícolas para manter o controle das pragas, evitando a resistência dos insetos aos agroquímicos. Também foi abordado sobre redução de custos da lavoura, diminuir a exposição do agricultor aos inseticidas e preservar o meio ambiente sem comprometer a produção.

Na primeira estação, o técnico em agropecuária e o assistente técnico estadual da área de grãos da Emater/RS-Ascar, respectivamente, Dalvo Arcari e Alencar Rugeri, apresentaram o Manejo Integrado de Pragas (MIP) na soja. A ação integra o Projeto Lavoura de Resultados, que acompanha e monitora semanalmente as pragas, doenças e plantas daninhas com vistas a racionalizar o uso de defensivos agrícolas nas lavouras.

Arcari chama a atenção sobre a importância de identificar corretamente a espécie que está danificando a lavoura. “Isso se dá por meio do monitoramento semanal com o pano de batida, e só depois de avaliada a necessidade deve iniciar o controle, seja com agentes biológicos ou fisiológicos", orientou.

Já o assistente técnico estadual salienta que atualmente existem muitos produtos que podem ser utilizados. “Porém nossa proposta é saber como, quanto e quando aplicar, para que cumpram sua função sem sobrecarregar as plantas, o meio ambiente e não reduzir a produtividade", complementa Rugeri.

Sobre o Projeto Lavoura de Resultados, foram expostos os bons resultados obtidos desde o seu início, em 2013. "A consequência tem sido melhor do que planejamos. Os técnicos têm maior segurança nas orientações e os agricultores estão satisfeitos. É através do conhecimento que se consegue avançar nos sistemas produtivos", ressaltou Rugeri.

Na segunda estação, os participantes receberam orientações sobre o manejo do solo e velocidade de semeadura com orientação dos pesquisadores da Embrapa José Eloir Denardin e Antônio Fanganello. A estação seguinte abordou o manejo consciente de fungicidas, sendo coordenada pela representante da Syngenta Juliane Hanel.

A última estação, o gerente geral de equipamentos, tratores e colheitadeiras Diovane Rodrigues e o gerente da filial de Espumoso da Masey Ferguson, Lauro Kuhn, falaram sobre tecnologia de aplicação de aplicação de produtos fitossanitários.

O agricultor Nilson Moraes, do município de Barros Cassal, relata que já realiza o Manejo Integrado de Pragas na lavoura de 60 hectares que cultiva soja. "Com o manejo reduzi os custos de produção. Foi muito bom participar hoje, gostei muito. Em especial sobre o manejo de solo", relata.

Na oportunidade, a gerente do Escritório Regional da Emater/RS-Ascar de Soledade, Lúcia Souza, destacou a importância das parcerias para o desenvolvimento das ações de Assistência Técnica e Extensão Rural e Social (Aters) desenvolvidas pela Instituição. "A Emater é destaque nacional pelo trabalho que realiza junto aos agricultores familiares do Rio Grande do Sul e muito disso se deve às parcerias que possuímos e que fazem as ações chegarem a mais pessoas, como esse evento que realizamos hoje", frisou Lúcia.

O Dia de Campo foi promovido pela Emater/RS-Ascar em parceira com a Embrapa, Massey Ferguson e Syngenta e contou com o apoio da Prefeitura de Mormaço, Coagrisol e Sicredi.

   
O Portal ClicSoledade não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Publicidade