Reunião em Soledade discute estratégias para cadeia produtiva da erva-mate

Encontro reuniu equipes das regiões administrativas de Soledade, Lajeado, Passo Fundo, Frederico Westphalen e Erechim.

Por Redação em 01/03/2018

   

(Foto: Divulgação / Emater)
Reunião em Soledade discute estratégias para cadeia produtiva da erva-mate

Assistentes técnicos regionais (ATR) da Emater/RS-Ascar das regiões administrativas de Soledade, Lajeado, Passo Fundo, Frederico Westphalen e Erechim estiveram reunidos juntamente com os assistentes técnicos Estaduais (ATE) Bruna Bresolin Roldan e Antônio Carlos Leite de Borba para discutir estratégias para a cadeia produtiva da erva-mate. A atividade aconteceu na sexta-feira, 23/02, na sede do escritório regional da Emater/RS-Ascar de Soledade e contou com a participação do diretor técnico, Lino Moura, e dos gerentes adjuntos das regiões de Soledade, Frederico Westphalen e Erechim, respectivamente, Carlos Corrêa da Rosa, Mario Antônio Coelho da Silva e Marcos Antonio Gobbo.

O grupo apresentou as demandas apuradas junto às entidades envolvidas no setor e aos produtores dos cinco polos ervateiros do Rio Grande do Sul a sistematização do processo e o Diagnóstico Rápido Participativo (DRP). Em seguida foi discutido o planejamento das ações a serem realizadas nos escritórios municipais da Emater/RS-Ascar em conjunto com as entidades envolvidas no setor, como ervateiras, sindicatos e prefeituras e também com os produtores. "A partir de agora cada ATR irá fazer o planejamento das ações a serem executadas como, por exemplo, cursos para os agricultores, visitas às propriedades rurais, implantação de Unidades de Referência Técnica, entre outras", explica o ATR da região de Soledade, Vivairo Zago.

No Rio Grande do Sul, segundo dados da Emater/RS-Ascar, são cultivados mais de 6.117 hectares de erva-mate, envolvendo 1.525 famílias na produção, as quais são assistidas pela Instituição. A cadeia produtiva da erva-mate ocorre preponderantemente em 52 municípios do Estado, distribuídos em cinco polos ervateiros: Polo Planalto/Missões, Polo Alto Uruguai, Polo Nordeste Gaúcho, Polo Alto Taquari e Polo Vale do Taquari. "É importante salientar que a Emater atende e diferencia duas modalidades de manejo da erva-mate: manejo convencional, com uma produção em 2017 de 52.228,48 toneladas e manejo de base ecológica, com uma produção, em 2017, superior a 8.849 toneladas", ressalta o ATE da área de erva-mate, Antônio Carlos Leite de Borba.

O grupo ainda definiu a realização de atividades nas duas principais feiras que ocorrem em março no Rio Grande do Sul, a Expodireto e a Expoagro Afubra. Em ambas será disponibilizado um estande para apresentar aos produtores o Programa Gaúcho para a Qualidade e a Valorização da Erva-mate, do Governo do Estado, e também a exposição e divulgação de produtos dos cinco polos ervateiros.

Soledade

A região administrativa da Emater/RS-Ascar de Soledade está inclusa em dois polos ervateiros, o polo do Vale do Taquari, que abrange municípios como Mato Leitão, Venâncio Aires e Vale do Sol com uma cultivada com erva-mate de 1.500 hectares e o polo do Alto Taquari com os municípios de Itapuca, Soledade, Fontoura Xavier e São José do Herval que registra a produção de ervateira em 2000 ha.

   
O Portal ClicSoledade não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Publicidade