Caminhoneiros confirmam início de protesto na BR-386 em Soledade nesta terça-feira (22)

Conforme organização, protesto iniciará nas primeiras horas da manhã.

Por Fernando Martins em 21/05/2018

   

(Foto: Arquivo / ClicSoledade)
Caminhoneiros confirmam início de protesto na BR-386 em Soledade nesta terça-feira (22)

Lideranças ligadas ao movimento dos caminhoneiros, após reunião da categoria, confirmaram na noite desta segunda-feira, 21/05, que após reunião, está confirmado que Soledade será um dos pontos de protesto a partir da manhã desta terça-feira (21).

Não foi informado o local onde a paralisação irá acontecer, porém em episódios anteriores os pontos se concentraram no Km 243, no trevo de acesso principal do município, bem como em um posto de combustíveis que fica o km 246. A forma com que o protesto deverá ocorrer ainda não foi informada e o protesto deverá iniciar nas primeiras horas da manhã.

A categoria pede redução da carga tributária sobre o diesel e reivindica isenção da alíquota de PIS/Pasep e Cofins e a isenção da Cide (Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico). Os impostos representam quase a metade do valor do diesel na refinaria. Segundo eles, a carga tributária menor daria fôlego ao setor, já que o diesel representa 42% do custo da atividade.

Na semana passada, foram cinco reajustes diários seguidos. A escalada dos preços acontece em meio à disparada dos valores internacionais do petróleo. A Petrobras diz que as revisões podem ou não refletir para o consumidor final – isso depende dos postos. Segundo a Agência Nacional do Petróleo, do Gás Natural e dos Biocombustíveis (ANP), o preço médio do diesel nas bombas já acumula alta de 8% no ano. O valor está acima da inflação acumulada no ano, de 0,92%, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

   
O Portal ClicSoledade não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Publicidade