Eleições Gerais na 54ª Zona Eleitoral transcorrem de forma tranquila

Únicas dificuldades registradas foram na leitura biométrica, com formação de filas nas seções eleitorais

Por Lucas Oliveira Bicudo em 07/10/2018

   

(Foto: Lucas Bicudo / ClicSoledade)
Eleições Gerais na 54ª Zona Eleitoral transcorrem de forma tranquila

As Eleições Gerais na 54ª Zona Eleitoral encerraram sem o registro de ocorrências. A finalização da apuração aconteceu pouco antes das 20h deste domingo, 7/10, onde segundo informações da Justiça Eleitoral, os únicos impasses registrados foram na leitura biométrica, com formação de filas nas seções eleitorais.

De acordo com o juiz eleitoral, José Pedro Guimarães, a dificuldade foi na identificação das impressões digitais. “Isso em razão da existência de calosidades nas extremidades dos dedos, também umidade e outros fatores, o que levou que nós tivéssemos um pouco mais de tempo no processamento do voto, com formação de filas”, assinalou.

Afora a questão técnica, que segundo o magistrado era algo previsível, do ponto de vista da ordem e também do respeito a legislação eleitoral, não houve praticamente nenhuma ocorrência. “Não houve fato de violência, temos que saudar isso, encerrando com a mais absoluta normalidade com relação a ordem civil aqui e nos municípios que integram a nossa zona eleitoral”, destacou.

Com relação a problemas com urnas, Guimarães diz que houve algumas substituições. “Tivemos condições de substituir em tempo adequado as urnas defeituosas. Importante ressaltar que houve uma colaboração muito grande de todos os municípios, com muitos servidores participando desta eleição e com condições de, em tempo real, resolver os problemas”, pontuou.

O juiz eleitoral salienta que neste ano, uma novidade foi a possibilidade de presos provisórios, que não possuem sentença condenatória, puderam votar. “Nessas eleições conseguimos operacionalizar uma urna eletrônica para que pudessem votar e participar como cidadãos brasileiros da vida cívica do país, uma feliz inovação que o Tribunal Superior Eleitoral disponibilizou”, assinalou.

Outra inovação na 54ª Zona Eleitoral foi a técnica na totalização dos votos. “A apuração foi feita em cada município e não mais aqui na sede, em Soledade. Tínhamos técnicos em cada uma das cidades, assim como servidores do poder judiciário, que estiveram lá para conferir e receber o material das seções”, aduziu.

Por fim, José Pedro Guimarães garantiu que a urna eletrônica é totalmente segura. “Não já possibilidade nenhuma de interferência. É um sistema fechado, onde o Tribunal Superior Eleitoral controla as informações com dados seguríssimos. Se houver fraude, com certeza os técnicos do TSE identificarão e isto vai ser objeto de manifestação pública”, concluiu.

   
O Portal ClicSoledade não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Publicidade