Corede Botucaraí promove oficina em parceria com o BRDE em Soledade

Durante o encontro, técnicos do banco estiveram analisando os projetos que são passiveis de financiamento

Por Lucas Oliveira Bicudo em 16/10/2018

   

(Foto: Lucas Bicudo / ClicSoledade)
Corede Botucaraí promove oficina em parceria com o BRDE em Soledade

Prefeitos, empresários, dirigentes de entidades e instituições da região foram convidados pelo Corede Botucaraí para uma atividade junto com o BRDE. O evento aconteceu no dia 11/10, no auditório da UPF Soledade, ocasião em que técnicos do banco estiveram analisando e selecionando projetos elencados no Plano Estratégico de Desenvolvimento e que são passiveis de financiamento.

Luiz Corrêa Noronha, diretor de Planejamento do BRDE, comenta que em todo o Estado foram 1.946 projetos, destes, 94 somente no Alto da Serra do Botucaraí. “Do total na região, 16 são financiáveis, ou seja, aproximadamente 20%. Já os outros 80% nossos técnicos passaram orientações de como deve proceder e onde procurar recursos”, explicou.

Dos 28 Coredes em todo o Rio Grande do Sul, o do Botucaraí foi o quarto visitado pela equipe. “Até o dia 30 de março de 2019 devemos completar o roteiro, onde vamos manter esta mesma conversa, analisando, capacitando e treinando as lideranças a cerca dos projetos que foram apontados nos Planos de Desenvolvimento Estratégicos”, acrescentou.

Idioney Oliveira Vieira, diretor do Corede Botucaraí, destaca que o encontro fortaleceu a ideia de que é preciso desenvolver a comunidade regional. “Só vamos aumentar a capacidade econômica da região, o ganho das pessoas, investindo nas empresas que temos aqui. Esta valorização atende aquilo que apontamos em nosso Plano de Desenvolvimento Estratégico”, observou.

De acordo com o relatório do BRDE, a classificação ficou assim:
- 16 projetos são financiáveis com recursos administrados pelo BRDE;
- 1 projeto financiável por outras fontes;
- 32 projetos não financiáveis, mas que exigem recursos de cooperação técnica (não reembolsáveis);
- 15 projetos que exigem fortalecimento institucional das diversas instituições regionais participantes da elaboração do Plano de Desenvolvimento Estratégico;
- 18 projetos que dependem de recursos de instâncias governamentais extra-região;
- 12 projetos que não estão com a clareza necessária para definir a estrutura de financiamento.

   
O Portal ClicSoledade não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Publicidade