Segundo turno das eleições transcorre em absoluta normalidade na 54ª ZE

Única ocorrência registrada foi a substituição de uma urna eletrônica por apresentar problemas técnicos

Por Lucas Oliveira Bicudo em 28/10/2018

   

(Foto: Lucas Bicudo / ClicSoledade)
Segundo turno das eleições transcorre em absoluta normalidade na 54ª ZE

Na 54ª Zona Eleitoral, o segundo turno das eleições gerais de 2018 aconteceram na mais absoluta tranquilidade. A votação aconteceu neste domingo, 28/10, onde os eleitores escolheram seus representantes para Governo do Estado e Presidência da República, e a expectativa é que a totalização dos votos na região ocorra, no máximo, até às 19h.

De acordo com o juiz eleitoral, José Pedro Guimarães, foi registrada apenas uma ocorrência, onde uma urna teve que ser substituída por problemas técnicos. “No restante, não tivemos nenhum problema de ordem social, intolerância ou briga. Estamos encerrando o processo eleitoral de 2018 com uma grande normalidade cívica e com a democracia fortalecida”, destacou.

No primeiro turno houve formação de filas em diversas seções, fato que não se repetiu. “Foram registradas poucas filas em função de ser menos candidatos e os eleitores tinham mais facilidade no processamento do voto. Não tivemos pessoas esperando e a biometria também funcionou na maioria dos casos, com problemas normais de identificação das digitais dos eleitores”, observou.

Guimarães salienta ser necessário manter a ordem cívica após a finalização da contagem dos votos. “A democracia pressupõe divergência e precisamos respeitar os vencedores e vice-versa. É com esta ideia de institucionalidade que vamos fortalecer nossa democracia e construir uma unidade tanto política como nacional, que é necessária para superar essa polarização ideológica”, concluiu.

   
O Portal ClicSoledade não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Publicidade