Designers de móveis e decoração conhecem produtos produzidos em Soledade

Visita é uma das ações do projeto Brazilian Minerals, desenvolvido pelo IBGM e Apex-Brasil, com apoio do Sindipedras

Por Lucas Oliveira Bicudo em 03/04/2019

   

(Foto: Lucas Oliveira Bicudo / ClicSoledade)
Designers de móveis e decoração conhecem produtos produzidos em Soledade

O projeto Brazilian Minerals, desenvolvido em Soledade há três anos e que tem participação de 11 empresas exportadoras locais, trouxe ao município um grupo de designers de móveis e decoração. Entre os dias 2 e 3 de abril, eles estão fazendo visitas técnicas para conhecer o que é produzido com pedras preciosas.

A iniciativa é do Instituto Brasileiro de Gemas e Metais Preciosos (IBGM) em parceria com a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) e Sindipedras. O intuito é potencializar o alcance dos produtos das fábricas participantes no mercado internacional, onde diferentes ações já foram desenvolvidas.

Carolina Lucena, analista de projetos do IBGM, comenta que o grupo dá um passo além, interagindo com o segmento de móveis e decoração. “Dentro de tudo que já foi realizado, agora convidamos os melhores designers para virem até Soledade conhecer melhor o que é produzido aqui, entender estes produtos e artefatos feitos com minerais”, assinala.

Inicialmente foi realizada uma apresentação com dados sobre Soledade, o potencial de produção e números sobre exportação e capacidade do setor. Também foram expostos informações sobre o setor moveleiro e de decoração, seguido da visita as empresas. “Eles visualizando as peças passam a compreender as possibilidades e a partir disso pensar nas parcerias”, completa.

Gilberto Bortoluzzi, presidente do Sindipedras, relata que está extremamente satisfeito com o projeto. “Já tivemos inúmeros resultados e agora avançamos na busca de novos segmentos que possam utilizar nossa pedra preciosa em suas criações. Estamos otimistas, pois os designers gostaram do que viram e almejamos ter bons resultados”, declara.

O projeto Brazilian Minerals já tem outras inciativas concretizadas, como a criação de um site bilíngue (www.braminerals.com), onde consta um catálogo virtual que expõe alguns produtos. O grupo também dispõe de um representante comercial que faz o contato com os clientes, auxiliando na compra e acompanhando todo o processo, desde a fabricação até a exportação, incluindo o pós-venda.

Carolina salienta que a iniciativa tem dado certo e já registra resultados importantes. “O grupo está engajado, os empresários entenderam nossa proposta de trabalhar a comercialização coletiva. Ao passo que são concorrente, também são parceiros e isto é ter mentalidade associativa”, afirma.

Bortoluzzi destaca que o projeto tem possibilitado abrir novos mercados. “Estamos conseguindo agregar valor aos produtos, gerar inovação e trabalhar unidos. A iniciativa tem prazo determinado, pois o intuito é dar este apoio para depois seguirmos. A participação foi aberta a todas as empresas exportadoras, sendo que 11 aderiram”, pondera.

As empresas que participam do projeto são: Bagatini Pedras, Blue Stone, Bortoluzzi Pedras, Colgemas, Dijhal Gemas, Gold Stone, HL Gemas e Minerais, Legep Mineração, Lodi Comércio de Joias, MV Lodi e NJG Ametista Sul Pedras.

   
O Portal ClicSoledade não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Publicidade