Caminhão de Soledade se envolve em acidente com óbito em Nova Santa Rita

Motorista da Scania, de 40 anos, morador de Arroio dos Ratos, morreu no local. Ele fez uma conversão e cortou a frente do caminhão de Soledade.

Por Redação em 12/07/2019

   

(Foto: Divulgação / PRF)
Caminhão de Soledade se envolve em acidente com óbito em Nova Santa Rita

A Polícia Rodoviária Federal atendeu na noite desta quinta-feira, 11/07, a um acidente que resultou na morte de um homem. A colisão que envolveu um caminhão bitrem com placas de Soledade ocorreu por volta das 19h no km 431,9 da BR-386, em Nova Santa Rita.

O condutor de um Scania/T112 com placas de Charqueadas tentou fazer uma conversão e acabou cortando a frente do motorista de um bitrem de Soledade, que trafegava na rodovia no sentido capital-interior. O condutor do bitrem ainda freou, mas não conseguiu evitar a colisão. Após o choque, o bitrem, carregado com sacos de fertilizantes, ainda tombou sobre a rodovia.

O condutor do Scania/T112 teve graves ferimentos e morreu no local. Ele tinha 40 anos e era natural de Arroio dos Ratos, mesmo município onde residia. O motorista do bitrem, de 49 anos e morador de Soledade, identificado como Neri Sartori, ficou ileso. Um passageiro do bitrem, ainda não identificado, teve ferimentos e foi encaminhado ao hospital.

A perícia foi acionada para fazer os levantamentos. O trânsito fluiu de forma lenta pelas duas faixas do sentido interior-capital. De acordo com a PRF na manhã desta sexta-feira, 12/07, a pista da direita seguia interditada no sentido capital-interior. No local, terá de ser removida a carga de 34 toneladas de adubo.

A PRF alerta também para a interdição total da rodovia para o destombamento do veículo, ainda sem previsão de horário. A sugestão é evitar o trecho no início da manhã.

   
O Portal ClicSoledade não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Publicidade