COP-15: base de acordo prevê redução de 80% para países ricos

Os 32 países reunidos teriam chegado a um acordo sobre reduzir as emissões de gases de efeito estufa em 80%, até 2050.

Por Bruno Quevedo em 18/12/2009
nao. (Foto: )

por LÚCIA MÜZELL

A reunião dos líderes Cúpula da ONU sobre a Mudança Climática (Cop-15) na capital dinamarquesa terminou por volta das 2h de sexta-feira (23h em Brasília).

De acordo com o ministro do Meio Ambiente, Carlos Minc, "há uma base de acordo político" para ser debatida e aprovada amanhã. Os 32 países reunidos em uma sala do Bella Center, onde acontece a Cúpula, teriam chegado a um acordo sobre reduzir as emissões de gases de efeito estufa em 80% até 2050, para as economias desenvolvidas. A média de reduções no período, incluindo os países em desenvolvimento, deve ser de 50%.

Também um acordo sobre o limite máximo do aumento da temperatura da Terra teria sido atingido. Os líderes concordaram de que todos os esforços devem ser feitos para que não se ultrapasse os 2ºC até o final deste século.

Sobre o financiamento das ações de médio prazo, haveria um acerto de até US$ 50 bilhões a partir de 2015, por ano, e de US$ 100 bilhões a partir de 2020. De cordo com Minc, a secretária de Estado dos Estados Unidos, Hillary Clinton, teria participado do encontro promovido de última hora pelos presidentes Lula e Nicolas Sarkozy.

Um membro da delegação argelina afirmou inclusive que os países estariam dispostos a assinar um acordo legalmente vinculante. Os presidentes deixaram o Bella Center sem falar com a imprensa.

COP-15

A Convenção-Quadro das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas, de 7 a 18 de dezembro, que abrange 192 países, se reúne em Copenhague, na Dinamarca, para a 15ª Conferência das Partes sobre o Clima, a COP-15.

O objetivo é traçar um acordo global para definir o que será feito para reduzir as emissões de gases de efeito estufa após 2012, quando termina o primeiro período de compromisso do Protocolo de Kyoto.

Fonte: Terra

   
O Portal ClicSoledade não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Publicidade