Brenda Simioni projeta ações como gestora executiva da CDL Soledade

Ela assumiu o cargo ocupado por Jorge Strapazzon e diz que muitas atividades estão programadas para acontecer em 2020

Por Redação em 14/01/2020

   

(Foto: ClicSoledade)
Brenda Simioni projeta ações como gestora executiva da CDL Soledade

Há 1 ano e 6 meses na Câmara de Dirigentes Lojistas de Soledade, Brenda Batista Simioni assume um novo desafio. Com a saída de Jorge Strapazzon por motivos de saúde, a jovem de 20 anos foi convidada a ocupar o cargo de gestora executiva após escolha e aprovação unânime da diretoria da entidade.

Ela diz estar grata pela oportunidade recebida. “Acredito ser também um reconhecimento do que venho desenvolvendo neste período em que estou aqui. Iniciei como estagiária e hoje pretendo dar continuidade ao trabalho transparente já realizado, mas agora com toque feminino, trazendo novas estratégias e inovação”, pontua.

Ao projetar as ações, destacou que já estão planejando a campanha Soledade é Mais de 2020. “Queremos torná-la mais atrativa, tanto para o lojista como aos consumidores, oferecendo premiações em dinheiro com valores maiores da edição passada, assim como eletroeletrônicos, viagens e ranchos”, adianta.

Brenda relata que deve retornar o projeto “Vitrine de Natal”, realizado em 2018 e que teve boa aceitação e sucesso. “Da mesma forma vamos criar um concurso de vendedores. Queremos fortalecer cada vez mais a parceria com o Sebrae na oferta de palestras e treinamentos, e ver da possibilidade de desenvolver uma plataforma de empregos”, comenta.

Por fim, a gestora executiva afirma que pretende implementar o crescimento, fortalecimento, expansão e exposição da CDL no comércio de Soledade e região. “Vamos focar na busca de novos associados, na sua aproximação, bem como fortalecer esta confiança e credibilidade que temos”, conclui.

   
O Portal ClicSoledade não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Publicidade