Pedras de Soledade ornamentam sala da presidência da Assembleia Legislativa

Peças foram doadas por nove empresas do município, atendendo a solicitação do presidente, deputado Ernani Polo

Por Redação em 24/02/2020

   

(Foto: Divulgação )
Pedras de Soledade ornamentam sala da presidência da Assembleia Legislativa

Quem visitar a sala da presidência da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul vai encontrar no ambiente diferentes tipos de pedras preciosas. As peças pelas foram doadas pelas empresas soledadenses HL Minerais, NJG, Legep, Colgemas, MR Lodi Stone, Dijhal, Bagatini, Bortoluzzi, Brazil Original, Lupo, Bri Pedras, RL Joias e Arvores e MB Pedras.

De acordo com o presidente do Sindipedras, Gilberto Bortoluzzi, o pedido foi feito pelo presidente do parlamento gaúcho, deputado Ernani Polo. “Ele possui uma forte ligação com Soledade e em contato conosco, falou da sua vontade de ter alguns exemplares em sua sala. Então conseguimos trazer pedras roladas e capelas de ágatas, ametistas, citrinos, entre outros”, cita.

Gilberto destaca que a empresa Bortoluzzi fez a doação de peças grandes, que vai compor o acervo da Assembleia Legislativa. “Essas capelas vão ficar como patrimônio da AL/RS, onde já foi registrado em documento. Nós, como representantes do setor, ficamos lisonjeados por sermos lembrados”, completa.

Aproveitando a visita ao deputado Ernani Polo, o presidente do Sindipedras também tratou de outros assuntos referentes aos pedristas, especialmente sobre a reforma tributária. “Apresentamos sugestões do que o setor acha que pode ser adequado na tributação. Foi uma conversa bem profícua, onde foi ouvida nossas ideias”, pontua.

Por fim, foi sugerido realizar uma homenagem a Exposol pelos seus 20 anos durante o grande expediente. Da mesma forma, também aproveitar para realizar o lançamento da Feira em Porto Alegre. “São duas propostas que estão em tratativas e bem encaminhadas, podendo ser confirmadas nos próximos dias”, conclui Gilberto.


   
O Portal ClicSoledade não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Publicidade