Cidades da Região Central contabilizam estragos por causa da chuva

Pelo menos dez cidades tiveram prejuízos com o temporal

Por Redação em 05/01/2010

   

nao. (Foto: Divulgação)
Cidades da Região Central contabilizam estragos por causa da chuva

Ao menos dez cidades da Região Central do Rio Grande do Sul sofreram grandes prejuízos por causa da chuva que atinge o Estado desde a noite de domingo. Em Agudo, a ponte sobre o Rio Jacuí desabou e cerca de 20 pessoas caíram na água. Dessa, dez foram resgatadas com vida.

Confira os estragos em cada cidade:

Agudo:

Uma ponte sobre o Rio Jacuí, na RSC-287, desabou por volta das 9h desta terça-feira. Cerca de 20 pessoas caíram na água. Pelo menos dez delas foram resgatadas com vida, mas até as 16h, parentes ainda informavam a prefeitura sobre desaparecidos. A Defesa Civil estadual, a Brigada Militar e o Corpo de Bombeiros trabalham no resgate de vítimas.

A ponte que liga o município a Fontoura Xavier cedeu no final da tarde de segunda-feira. A estrutura de 75 metros de concreto não resistiu à força da correnteza do Rio Fão. Ninguém ficou ferido. A prefeitura está contabilizando os prejuízos.

Candelária:

Todo o município ficou sem água e parte sem energia elétrica entre segunda e terça-feira. Em algumas localidades do interior, como Linha do Rio e Rebentona, pessoas estavam ilhadas ainda na manhã de hoje. Segundo a prefeitura, 100 famílias foram atingidas. O agircultor e caminhoneiro Harri Kappaun morreu. Ele tentava salvar os animais,com a ajuda dos empregados, mas foi levado pela correnteza.

Espumoso:

Um homem foi encontrado morto na manhã desta terça-feira. Ronaldo Alexandre Rodrigues, 39 anos, estava desaparecido desde ontem quando tentou tentar atravessar uma ponte que estava alagada.

Faxinal do Soturno:

O município ficou isolado durante boa parte da segunda-feira, porque a água invadiu as três vias de acesso ao local. Pelo menos 11 famílias precisaram ser removidas de uma área ribeirinha, por causa do aumento do nível do rio Soturno.

Lagoão:

Na segunda-feira, pelo menos 700 pessoas estavam ilhadas em localidades no interior do município. Três pontes de ligação com o interior cederam e foram arrastadas pela correnteza.

Nova Palma:

A cidade ficou ilhada na segunda-feira, porque os acessos alagaram e foram bloqueados. De acordo com a prefeitura, entre a noite de domindo e a manhã de segunda-feira choveu 300 mm no município. Pelo menos 12 casas foram completamente destruídas. Cerca de 300 pessoas foram atingidas e 80 estão abrigadas no ginásio municipal.

Santa Cruz do Sul:

Cerca de 600 famílias foram atingidas por alagamentos, por causa da cheia do Rio Pardinho. O bairro mais atingido foi o bairro Navegantes.

Sobradinho:

Pelo menos 100 famílias ficaram desabrigadas na cidade ainda na segunda-feira. Três pontes de acesso ao município foram cobertas pela água do Arroio Carijinho, que subiu quatro metros.

Travesseiro:

Cinco pessoas de uma mesmo família foram resgatadas na manhã de terça-feira depois de passarem a noite no alto de uma árvore. Eles estavam em um camping quando a chuva começou. Todos passam bem.

Fonte: zerohora.com.br

   
O Portal ClicSoledade não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Publicidade