Dunga fica em terceiro na lista dos melhores técnicos de 2009

Vicente del Bosque, treinador da Espanha, termina como o melhor do ano.

Por Bruno Quevedo em 12/01/2010
nao. (Foto: Reprodução)
Dunga fica em terceiro na lista dos melhores técnicos de 2009

O técnico Dunga terminou em terceiro lugar na lista dos melhores técnicos de seleção do mundo em 2009.

A votação é da Federação Internacional de História e Estatísticas do Futebol (IFFHS). O vencedor foi Vicente del Bosque, que comanda a Espanha, seguido pelo italiano Fabio Capello, à frente da Inglaterra.

Vicente Del Bosque terminou com 185 pontos, 34 a mais do que Capello. Dunga ficou próximo do italiano (151 contra 149), mas distante do vencedor. O quarto colocado, Marcelo Bielsa, técnico do Chile, ficou bem atrás do brasileiro, apesar do trabalho surpreendente à frente da equipe (82 pontos).

"O espanhol Vicente del Bosque, de 59 anos, que foi escolhido em 2002 o melhor treinador de clubes do mundo, conquistou com vantagem confortável, sete anos depois, o título de melhor técnico de seleção. Não apenas devido às vitórias reiteradas da seleção espanhola, e sim também graças à maneira de jogar da equipe", afirmou a IFFHS em seu comunicado.

A Espanha terminou as eliminatórias europeias para a Copa do Mundo de 2010 na primeira colocação do Grupo 5, com dez vitórias em dez jogos. Marcou 28 gols e sofreu apenas cinco. Em 2008, a seleção já havia conquistado o título da Eurocopa.


Os 10 primeiros colocados

Vicente del Bosque (Espanha) 185
Fabio Capello (Inglaterra) 151
Dunga (Brasil) 149
Marcelo Bielsa (Chile) 82
Robert Bradley (Estados Unidos) 32
Bert van Marwick (Holanda) 28
Ottmar Hitzfeld (Suíça) 23
Otto Rehhagel (Grécia) 18
Radomir Antic (Sérvia) 17
Guss Hiddink (Rússia) 17

Fonte: www.copa2014.org.br

   
O Portal ClicSoledade não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Publicidade