SICREDI assina termo de convênio com Sindicato dos Trabalhadores Rurais

Associados de Soledade, Mormaço e Ibirapuitã já contam com a parceria da SICREDI Botucaraí RS

Por Redação em 12/01/2010
nao. (Foto: Divulgação)
SICREDI assina termo de convênio com Sindicato dos Trabalhadores Rurais

Dia 12 de janeiro a SICREDI Botucaraí RS assinou importante convênio com o Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Soledade e Mormaço. O solenidade contou com a presença do Presidente da SICREDI Botucaraí RS, Antonio Mario Cherini, Presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Soledade e Mormaço Luiz Paulo Gehlen, Vice-presidente da SICREDI Botucaraí RS, Leocir Scherner, Gerente Regional do SICREDI Carlos Rogério Matuella, Assessor de Crédito, Eudes Clóvis Mesacasa, Gerente da Unidade de Atendimento do SICREDI Centro de Soledade Elmar Kullmann e ainda o Contador do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Soledade e Mormaço Valdeni Zandoná.

O objetivo do Convênio é firmar parceria para o financiamento aos associados do Sindicato dos Trabalhadores Rurais e associados do SICREDI. Os agricultores associados poderão realizar o financiamento nas modalidades investimento e custeio. Através da indicação e encaminhamento do Sindicato dos Trabalhadores Rurais, os agricultores poderão acessar recursos para investimentos em moradias, construções de estábulos, pocilgas, galpões, máquinas e equipamentos e demais benfeitorias no meio rural. Ainda terão recursos disponíveis para custeios de atividades agrícolas. O SICREDI fará a análise e o enquadramento do agricultor para acesso dos recursos mediante sua capacidade de pagamento.

A SICREDI Botucaraí RS, já realizou a mesma parceria com o Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Ibirapuitã no final do ano de 2009 e estuda a expansão desta ação na sua área de ação.


Fonte: Assessoria de Comunicação – SICREDI Botucaraí RS

   
O Portal ClicSoledade não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Publicidade