Cientistas americanos utilizam células-tronco para curar leucemia

Técnica elimina necessidade de buscar doadores de medula compatíveis. Resultado preliminar mostra bom resultado em 70% dos pacientes.

Por Bruno Quevedo em 19/01/2010

   

nao. (Foto: )

Uma descoberta de cientistas americanos vai revolucionar o tratamento da leucemia e poderá diminuir a fila de espera por transplante de medula óssea.

A nova técnica elimina a necessidade de buscar doadores de medula compatíveis para salvar quem sofre de leucemia, uma espécie de câncer que ataca os glóbulos brancos presentes no sangue.

As células-tronco retiradas do cordão umbilical de um recém-nascido, contém células que ainda não têm as características que podem provocar a rejeição do sistema imunológico. Por isso, poderiam ser transplantadas em qualquer paciente.

Os cientistas do Centro de Pesquisas de Câncer Fred Hutchinson, em Seattle, conseguiram, através de uma proteína, multiplicar o pequeno número de células-tronco existente num cordão umbilical.

Um cordão é capaz de produzir menos de duzentas mil células-tronco. Com a nova técnica, os cientistas produziram seis milhões de células-tronco - o suficiente para suprir as necessidades do paciente.

A nova técnica representa um avanço revolucionário no tratamento da leucemia. Resultados preliminares mostram que no grupo de dez pacientes que participaram da pesquisa, sete responderam positivamente ao tratamento e não mostram mais sinais da leucemia que sofriam.

Fonte: G1

   
O Portal ClicSoledade não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Publicidade