Inter e Inter-SM empatam em Santa Maria

Time da Capital dominou o jogo, mas perdeu muitas chances de gol

Por Bruno Quevedo em 25/01/2010

   

sim. (Foto: Charles Guerra)
Inter e Inter-SM empatam em Santa Maria

Na última partida antes da estreia do time principal, jogando com seu time B, o Inter empatou com o Inter-SM em Santa Maria na tarde deste domingo, pela terceira rodada do Gauchão. Juliano abriu o placar para os donos da casa no último minuto do primeiro tempo, e Daniel empatou para os visitantes no início do segundo.

Ao Inter, que dominou o jogo durante quase todo o tempo, faltou poder ofensivo. O time teve 12 conclusões, sete delas em oportunidades claras de gol. Walter foi um dos destaques da partida, jogando com personalidade, partindo para cima da zaga, dando bons passes, mas não conseguiu marcar o seu gol. O time B se despede momentaneamente do campeonato estadual, mas deve voltar durante a Libertadores.

Com o resultado, o Inter fica entre os líderes do Grupo 2, com sete pontos, mas pelos critérios de desempate, é o terceiro. No meio da semana, Jorge Fossati escala o time principal contra o Juventude. No próximo domingo, tem Gre-Nal em Erechim.

Inter bobeia no primeiro tempo

A partida começou morna, mas com leve superioridade do Inter. Aos seis minutos, Walter driblou dois adversários pela esquerda e cruzou para Ytalo, que cabeceou mal. Ytalo teve outra chance de cabeça aos 18, após boa jogada de Damião e Walter. Em outra chance pelo alto, a mais clara delas, aos 21 minutos, Walter desviou cruzamento de Daniel com muito perigo, por cima.

Aos 26 minutos, uma jogada aparentemente isolada na verdade era um prenúncio do que viria no fim do primeiro tempo. Juliano subiu mais alto que a defesa do Inter e conseguiu concluir de cabeça, para fora.

Aos 35, Daniel perdeu a melhor oportunidade do Inter no primeiro tempo. Após grande passe de Ytalo no contra-ataque, o lateral-direito apareceu com força e recebeu livre. Chutou forte, cruzado, exatamente como manda a cartilha do futebol, mas a bola saiu rente à trave.

No fim do primeiro tempo, o time da casa melhorou na partida e foi recompensado. Diego Marangon arrancou com força, ganhou dos zagueiros do Inter na raça e acertou um belo chute, mas Agenor desvioou para escanteio. Na cobrança, Juliano, que havia ensaiado 20 minutos antes, desta vez aproveitou a falha de marcação colorada e abriu o plcar de cabeça. Foi o último lance da etapa inicial.

Time perde chances na etapa final e ainda leva susto

Foi também a senha para que entrasse em campo um Inter diferente. Na volta do intervalo, os visitantes adotaram outra postura, muito mais agressiva. Durante os primeiros minutos da etapa final, o time da casa mal conseguiu respirar.

Aos dois minutos, Ytalo perdeu um gol incrível ao lado da trave, sem goleiro. A jogada prosseguiu e a bola passou pelo pé de vários jogadores, até que Daniel apareceu pela direita e invadiu a área. Em vez de chutar rasteiro para fora, como no primeiro tempo, desta vez o lateral encheu o pé e fuzilou o goleiro César com um chute forte, alto, indefensável.

Com o jogo empatado logo aos três minutos, parecia que o Inter iria atropelar o seu xará do Interior e virar o jogo na sequência. De fato, o time continuou buscando o segundo gol, mas não conseguiu. Walter mandou uma bomba, defendida por César, e depois cruzou para Ytalo cabecear para nova defesa do goleiro do Inter-SM.

Sem obter a virada, o Inter viu o Inter-SM equilibrar o jogo novamente. Aos 17 minutos, Diego Marangon fez boa jogada e cruzou. Mano Garcia se esticou para finalizar no segundo pau e Agenor espalmou uma bola difícil.

Então, os dois técnicos recuaram seus times. Bebeto Rosa colocou o volante Elias no lugar do meia Rossini. Enderson Moreira chamou Elton para substituir o centroavante Leandro Damião. Depois, talvez para compensar a falta de poderio ofensivo, entraram também o meia João Paulo e o atacante Lucas Roggia, jogadores com os quais o Inter teve muito trabalho recentemente na hora de renovar contrato.

Aos 40 minutos, Diego Marangon levou o segundo cartão amarelo por falta em Paulinho, mas o Inter não conseguiu aproveitar a vantagem numérica nos minutos finais. Após passe de Walter como pivô, João Paulo parou em César na última tentativa do Inter, que ainda levou um susto no último minuto. No contra-ataque, Vitor Hugo invadiu a área e chutou forte, por cima do gol.

Fonte: zerohora.com

   
O Portal ClicSoledade não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Publicidade