China supera Alemanha e é o maior exportador do mundo

Em 20 anos, o país multiplicou por 20 suas exportações. 'Distância' entre Brasil e China também se ampliou.

Por Bruno Quevedo em 10/02/2010
nao. (Foto: AP)
China supera Alemanha e é o maior exportador do mundo

A China superou a Alemanha e os Estados Unidos e já é o maior exportador do mundo. Em 20 anos, o país multiplicou por 20 suas exportações e sobrepujou tradicionais potências europeias e os americanos.

Os dados sobre o comércio mundial foram confirmados na terça-feira (9) diante da constatação das autoridades alemãs de que as exportações do país sofreram em 2009 a maior queda desde os anos 50. Segundo o departamento de estatísticas da Alemanha, as vendas chinesas atingiram US$ 1,201 trilhão em 2009. Já as exportações alemãs foram de US$ 1,121 trilhão no ano passado.

A China também caminha para ultrapassar os japoneses e ocupar a posição de segunda maior economia do mundo, atrás apenas dos Estados Unidos.

Recessão mundial

Parte da posição de número um da China é resultado da recessão que atingiu o mundo entre 2008 e 2009. Nos últimos anos, a expansão das exportações alemãs tem sido o pilar da economia do país. Mas a recessão gerou uma reviravolta no modelo de crescimento defendido pela chanceler Angela Merkel. Em 2009, os alemães - que lideravam o ranking mundial de vendas externas desde o início da década - registraram uma queda de 18,4% em suas exportações. Já as importações recuaram 17,2%.

O ano passado ainda marcou a recessão mais intensa na economia alemã desde a 2ª Guerra, com uma contração de 5% do Produto Interno Bruto (PIB). Em 2009, 62% das vendas dos alemães foram para outros países europeus. Isso ainda garantiu um superávit de 136,1 bilhão para as contas do país. Mas o saldo positivo é 40 bilhões abaixo dos níveis de 2008. A maior economia da Europa ainda teve uma alta de 3,4% nas exportações em dezembro de 2009, o primeiro sinal positivo desde outubro de 2008.

Já a China era apenas o sétimo maior exportador do mundo há dez anos, com US$ 250 bilhões em vendas e 4% do mercado mundial. Em 1990, a China exportou apenas US$ 62 bilhões, 20 vezes menos que os níveis de 2009.


Relação com Brasil

A China é a principal parceira comercial do Brasil e já substituiu os americanos como o principal fornecedor de mercadorias para a Europa. A distância entre Brasil e China também se ampliou. Em 1990, o Brasil exportava um terço do valor vendido pela China. Em 2009, Pequim exportou oito vezes mais que as empresas brasileiras.


Janeiro

Em janeiro, as importações da China saltaram e as exportações cresceram fortemente na comparação com igual período do ano passado, quando uma queda no comércio decorrente da crise mundial foi ampliada pelo feriado de Ano Novo Lunar.

Assim, o efeito calendário pode mascarar os dados, já que em janeiro deste ano houve uma semana útil a mais. A alta das importações foi de 85,5% sobre janeiro de 2009 e a das exportações, de 21%. O superávit comercial de janeiro ficou em US$ 14,2 bilhões.

Em relação a dezembro, as importações caíram 15,1% e as vendas externas recuaram 16,3%.

Fonte: G1, com informações da Reuters e Agência Estado

   
O Portal ClicSoledade não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Publicidade