Chocolate na briga contra TPM

Especialista recomenda dieta para combater a inimiga das mulheres

Por Redação em 25/02/2010
nao. (Foto: Divulgação)
Chocolate na briga contra TPM

Para entrar em guerra contra as três letras que tiram as mulheres do sério basta escalar uma bela dieta como escudo.

A temida TPM, inimiga do bom-senso, do humor e até dos relacionamentos, pode cair no ringue com ingredientes simples: chocolate, frutas doces e menos cafeína e sal.

A receita é da ginecologista Mara Diegoli, especialista no assunto Tensão Pré-Menstrual e coordenadora do ambulatório do Hospital das Clínicas de São Paulo. Segundo ela, a peça chave para evitar a explosão das mulheres pode ser a alimentação.

Diminuir a quantidade de produtos que contenham cafeína (especialmente à noite) e sal pode realmente ajudar a combater a TPM, defende ela. “A cafeína é usada pela mulher para diminuir a tensão, mas, por outro lado, aumenta a insônia, que é muito frequente e incômoda na TPM”. Já o sal deve ser evitado porque nos dias que antecedem a menstruação é comum a mulher reter líquido e ficar inchada.

E, sim, o chocolate é outro aliado, desde que consumidos em doses moderadas. Isso porque, lembram os especialistas, já foi comprovado que nos períodos em que os hormônios entram em turbulência há interferência direta na produção de serotonina, uma substância relacionada ao bem-estar. O chocolate é um alimento que pode ajudar na produção desta substância mas... engorda.

“A orientação é a de consumir em pequena quantidade, ou trocar por alguma fruta mais adocicada como morango, manga e banana”, cita Mara.

A bebida alcoólica também merece cuidado especial, nessa época. “A autoestima da mulher fica mais fragilizada durante a TPM e o álcool não deve servir como válvula de escape. Se a pessoa beber, deve ser apenas uma dose”.

Eles também ficam tensos

O que já foi considerado frescura até mesmo pela comunidade médica agora é alvo de pesquisas científicas. O último estudo que tentou decifrar a TPM foi feito por pesquisadores da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), em parceria com o laboratório farmacêutico Bayer.

Foram entrevistadas 1.053 pessoas, entre homens e mulheres, de cidades de São Paulo, Porto Alegre, Salvador, Manaus, Campo Grande. Entre as conclusões mais interessantes foi comprovado que o universo masculino também sofre dos efeitos da TPM – às vezes até mais do que as mulheres.

Dos participantes do estudo, 22,4% delas afirmaram que a TPM afeta o namoro ou o casamento. Já entre eles, o percentual afirmativo para a mesma pergunta foi de 44,2%. Enquanto 76,4% das mulheres afirmaram que ficam mais nervosas, 94,1% dos homens acham que elas ficam, de fato, à beira de um ataque de nervos. Também foi maior a parcela masculina que avalia que as mulheres ficam agressivas e irritadas neste período (85% contra 73%).

Sintomas e tratamento

Em linhas gerais, a TPM afeta 75% das mulheres mas, de acordo com os especialistas, só 30% precisam de acompanhamento especializado. Em casos mais graves é preciso até mesmo o tratamento com medicamentos (em 8% dos casos). A TPM pode aparecer até 15 dias antes da data da menstruação. Os efeitos ficam mais fortes com a proximidade da data de menstruar.

Sintomas físicos:
• Fadiga
• Dor de cabeça (cefaléia)
• Inchaço dos pés e das mãos
• Dor nas mamas
• Distensão abdominal
• Cólicas
• Alteração do apetite
• Alteração do sono (aumento do sono ou insônia)
• Dor nas articulações e nos músculos

Sintomas emocionais:
• Irritabilidade
• Depressão ou desespero
• Ansiedade e tensão
• Tristeza repentina
• Choro
• Raiva e fúria
• Oscilações súbitas de humor
• Dificuldade de concentração
• Baixa auto-estima
• Desinteresse nas atividades habituais
• Falta de energia

Fonte: ig.com.br

   
O Portal ClicSoledade não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Publicidade