Grêmio conquista a Taça Fernando Carvalho com vitória sobre o Novo Hamburgo

Jogando em casa, Grêmio venceu o Novo Hamburgo por 1 a 0, neste domingo.

Por Bruno Quevedo em 01/03/2010
nao. (Foto: Diego Vara)
Grêmio conquista a Taça Fernando Carvalho com vitória sobre o Novo Hamburgo

por Eduardo Cecconi

O troféu com o nome de Fernando Carvalho, vice-presidente de Futebol do Inter, vai para o museu gremista.

Jogando no Estádio Olímpico, nesta tarde de domingo, o Grêmio venceu o Novo Hamburgo por 1 a 0, e conquistou o primeiro turno do Gauchão 2010 - a Taça Fernando Carvalho.

Ferdinando, em cobrança de falta, marcou o gol do título gremista, aos 20min do 1º tempo. O resultado garante ao Grêmio presença na decisão do Gauchão 2010. E, se vencer o segundo turno - a Taça Fábio Koff - a equipe conquistará de forma antecipada o título Estadual.

Amarelo é a cor entre os azuis

Tricolor, o Grêmio tem no azul sua cor predominante. E o Novo Hamburgo é também conhecido como Anilado. Mas no encontro dos azuis, a cor do primeiro tempo foi o amarelo.

Em poucos minutos, o árbitro Carlos Simon já havia advertido quatro jogadores com cartões. O confronto teve muitas faltas, e baixa inspiração. A bola pouco se movimentou, com a partida truncada pelas sucessivas faltas marcadas, discussões entre jogadores, e pedidos de mais cartões.

Ferdinando, o vaiado

Único nome vaiado pela torcida entre os 11 titulares anunciados no sistema de som do Estádio Olímpico antes do início da partida, o volante Ferdinando se aproveitou da sucessão de faltas cometidas pelo adversário.

Aos 20min, o meia Hugo foi derrubado na intermediária ofensiva. Ferdinando pediu para cobrar, e acertou um chute rasante, forte, no canto esquerdo: Grêmio 1 x 0 Novo Hamburgo. Em um jogo de raras chances e muitas paralisações, vitória parcial em cobrança de falta.

Borges fora

O Novo Hamburgo tentou responder, sempre pelo lado esquerdo, com Paulinho tentando encontrar espaços no setor de Mário Fernandes. A equipe conquistou escanteios, mas obrigou Victor a fazer apenas uma defesa.

Na outra área, má notícia para os gremistas. O centroavante Borges deixou o campo ainda no primeiro tempo, com lesão muscular. Ele chegou a marcar um gol no início da partida, anulado por impedimento.

Pressão anilada

Com Rodrigo Mendes, atacante ex-Grêmio, o Novo Hamburgo retornou do intervalo disposto a empatar. E pressionou o anfitrião, mesmo jogando contra milhares de gremistas no Estádio Olímpico.

Gustavo Papa desperdiçou boas chances. Mas a melhor oportunidade na pressão anilada foi de Rodrigo Mendes: ele chutou sobre Maurício, a bola desviou e Victor salvou com o pé direito.

Trocas com objetivos distintos

De um lado, Gilmar Iser colocou em campo Rodrigo Mendes e Michel - dois atacantes, nos lugares do zagueiro Micael e do volante Chicão, buscando o empate. De outro, Silas retirou o atacante Jonas para a entrada do meia Maylson, reforçando o meio-campo, na tentativa de segurar o resultado parcial.

Mais à frente, Silas abriu espaço para um terceiro volante - Adílson - saindo Douglas. Mas, apesar da pressão anilada, o Grêmio conseguiu resistir, e com a vitória de 1 a 0 ergueu a taça no Estádio Olímpico.

Fonte: zerohora.com

   
O Portal ClicSoledade não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Publicidade