UPF atinge recorde de 17 mil alunos matriculados na graduação

Instituição comemora índice, ao mesmo tempo em que se esforça para manter a qualidade acadêmica.

Por Bruno Quevedo em 23/03/2010

   

nao. (Foto: Alessandra Pasinato)
UPF atinge recorde de 17 mil alunos matriculados na graduação

A Universidade de Passo Fundo (UPF) reafirma sua referência em ensino superior na região Norte do Rio Grande do Sul.

Nesta semana, a instituição atingiu a marca histórica de 17 mil estudantes matriculados em 56 cursos de graduação, confirmando a preferência dos estudantes de toda a região Norte do Estado pela UPF.

O número, comemorado pela Reitoria, demonstra uma evolução alcançada progressivamente nos últimos anos. No primeiro semestre do ano de 2006, a UPF contava com aproximadamente 14,9 mil estudantes matriculados nos cursos de graduação, número que foi sendo incrementado com, em média, 500 estudantes a mais por ano.

Os dados contrariam uma tendência que se evidencia em diversas instituições de ensino superior. O esgotamento da procura por cursos de graduação é uma realidade vivenciada por inúmeras faculdades e universidades, e que pode ser explicado tanto pela concorrência acirrada entre as instituições quanto por dificuldades econômicas que assolam a sociedade.

A alternativa encontrada para ir contra as expectativas e apresentar dados de crescimento não pode ser atribuída a um fator apenas. São diversas as ações colocadas em prática no intuito de garantir a manutenção e o crescimento institucional. Contudo, há que se destacar a busca pela qualidade acadêmica.

Mesmo sendo uma instituição tradicional, que completa 42 anos em junho de 2010, a UPF está em constante evolução, acompanhando tendências e se modernizando. Prova disso é que todos os 56 cursos de graduação passaram por reforma curricular recentemente – o semestre 2010/01 encerra o ciclo das reformas. Os novos currículos formam alunos com mais agilidade, mais qualidade, e necessitam de menor investimento por parte dos acadêmicos, além de serem mais focados no mercado de trabalho.

De acordo com a vice-reitora de Graduação da UPF, Eliane Lucia Colussi, o foco principal da reestruturação acadêmica protagonizada na UPF voltou-se para a reformulação dos projetos pedagógicos dos cursos de graduação, tendo presente os quatro princípios do Projeto Pedagógico Institucional (PPI) a saber: a universalidade, a indissociabilidade entre ensino, pesquisa e extensão, o compromisso social e a qualidade educativa.

O incremento de alunos também se deve às políticas de inclusão social administradas. O Prouni, programa que beneficia com bolsas de estudo parciais ou integrais aproximadamente 4 mil estudantes atualmente na UPF, e a Bolsa Social, que concede 50% de gratuidade a mais de 1,7 mil estudantes, são exemplos do objetivo da Universidade de tornar o acesso possível para o maior número de estudantes.

A tradição da marca UPF, aliada ao seu desempenho nas avaliações do Ministério da Educação (MEC), também são fatores que contribuem para que a Universidade seja escolhida pelos alunos. Em 2009, a UPF passou pelo processo de recredenciamento do MEC e obteve o conceito 4 (numa escala de 1 a 5), o que a coloca entre as melhores instituições de ensino do país.

A estrutura física também é um diferencial importante. Na UPF, a prestação de serviços educacionais conta com uma estrutura de excelência e que recebeu inúmeras melhorias nos últimos anos. Foram construídas novas estruturas e reformados praticamente todos os prédios do Campus I, além de investimentos terem sido realizados também na estrutura multicampi.

Os investimentos também abrangem laboratórios, clínicas, equipamentos de informática e o acervo bibliográfico. Atualmente, a instituição mantém uma rede com 10 bibliotecas na estrutura multicampi e um total de 98.675 títulos e 248.451 exemplares de livros à disposição dos acadêmicos.

A formação docente também pode ser citada como importante diferencial da Universidade. Atualmente, a instituição tem 896 professores e destes 70% possuem título de mestre ou doutor.

O reitor da UPF, Rui Getúlio Soares, lembra que se forem somados aos estudantes de graduação os matriculados na pós-graduação, extensão, nos cursos técnicos, de ensino médio e línguas, o número total de alunos na Universidade de Passo Fundo chega aos 22 mil.

Para qualificar a formação deste grande número de alunos, a Universidade mantém mais de 300 projetos de pesquisa em andamento e outras 300 ações de extensão. Também, mantém mais de 50 convênios de cooperação internacional para que os alunos interessados passem períodos estudando no exterior.

Fonte:Assessoria de Imprensa UPF

   
O Portal ClicSoledade não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Publicidade