Parceria entre UPF, UFRGS, Sindipedras e município de Soledade é formalizada

Por Redação em 23/03/2010

   

nao. (Foto: Divulgação / UPF)
Parceria entre UPF, UFRGS, Sindipedras e município de Soledade é formalizada

Democratizar conhecimentos e contribuir para o desenvolvimento tanto econômico quanto cultural da comunidade. As iniciativas de duas instituições científicas gaúchas, a Universidade de Passo Fundo (UPF) e a Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), em benefício da comunidade de Soledade e região recebeu na tarde de segunda-feira, 22 de março, um importante incentivo. Os esforços das universidades voltados ao desenvolvimento do setor de pedras, gemas e jóias naquela região foi oficializado por meio de um Protocolo de Cooperação que integra as instituições ao Sindicato das Indústrias de Joalheria, Mineração, Lapidação, Transformação e Beneficiamento de Pedras Preciosas do Estado do Rio Grande do Sul (Sindipedras) e à Prefeitura de Soledade.

Fazendo parte da programação alusiva aos 135 anos de emancipação de Soledade, o protocolo dá um novo impulso às ações de ensino, pesquisa e extensão desenvolvidas por meio do Centro Tecnológico de Pedras, Gemas e Jóias do Rio Grande do Sul, instalado na cidade.

Assinando o protocolo em nome da UPF, o vice-reitor de Pesquisa e Pós-Graduação Hugo Tourinho Filho, destacou que o protocolo sela um compromisso que já tem logrado êxito a todos os envolvidos. “Este projeto já vem sendo desenvolvido desde 2005, e é profícuo, pois atende às expectativas de todas as parcerias, seja na geração de empregos,
atendendo uma expectativa da prefeitura, seja na qualificação profissional, indo ao encontro dos objetivos do sindicato, ou seja, na possibilidade tanto da UPF quanto da UFRGS de colocarem em prática seus projetos de transferência de tecnologia e geração de novos conhecimentos”, garantiu.

O reitor da UFRGS, Carlos Alexandre Netto, destacou que a parceria efetiva um dos maiores objetivos das instituições científicas, relacionado à democratização do conhecimento visando ao desenvolvimento das comunidades. “A ciência só se justifica quando está a serviço da sociedade”, avaliou o reitor, dizendo se sentir honrado em colocar em prática uma parceria com a UPF, instituição de caráter comunitário e, portanto, também com cunho social.

O prefeito de Soledade, Gelson Renato Cainelli, destacou a importante parceria que tem sido mantida há mais de 20 anos entre a UPF e a prefeitura municipal, tendo em vista o campus da Universidade instalado no município e cujas novas instalações devem ser inauguradas até a metade deste ano. “A pedra é o fomento da nossa economia e, com essa
parceria de hoje, recebe um importante avanço”, avaliou.

Vice-presidente da Fundação UPF, o professor Adriano Teixeira destacou que a cooperação entre a iniciativa privada, o poder público e as instituições de pesquisa que integram o projeto é de fundamental importância para o desenvolvimento regional. “A FUPF fica orgulhosa com a forma de consolidação do caráter comunitário de nossa instituição, demonstrada por meio deste convênio firmado hoje”, referiu.

O presidente do Sindipedras Ivanir Pedro Lodi disse estar feliz por ter sido plantada a semente da tecnologia no desenvolvimento do setor. “Temos uma grande expectativa pra com o desenvolvimento do setor, pois é ele que impulsiona nossa economia. Esta parceria é muito importante para Soledade e os frutos que já estão sendo colhidos por meio dela também”, garantiu o empresário.

O Centro Tecnológico está instalado em Soledade desde 2005 e já capacitou mais de 400 pessoas com projetos de educação continuada e qualificação profissional. A pedra é a principal propulsora do município, que tem atualmente mais de 30 mil habitantes, além de ser um importante fator de desenvolvimento de diversos outros municípios daquela região.

   
O Portal ClicSoledade não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Publicidade