Inter vira sobre o Pelotas e encara o Grêmio na final do Gauchão

No Estádio Beira-Rio, Inter vence o Pelotas por 3 a 2, conquistando a Taça Fábio Koff

Por Redação em 18/04/2010
nao. (Foto: Daniel Marenco )
Inter vira sobre o Pelotas e encara o Grêmio na final do Gauchão

Em decisão emocionante, o Inter venceu o Pelotas por 3 a 2, de virada, e conquistou a Taça Fábio Koff - o segundo turno do Gauchão 2010. A partida foi disputada nesta tarde de domingo, no Estádio Beira-Rio. Com a vitória, o Inter garante vaga na decisão contra o Grêmio. Dois clássicos Gre-Nal vão definir quem levanta o troféu do Gauchão 2010.

O Pelotas chegou a abrir 2 a 0 no primeiro tempo, duas vezes com Clodoaldo. Bolívar descontou, Edu empatou, e D'Alessandro marcou o gol da vitória, do título da Taça Fábio Koff, e da presença na final.

Clodoaldo, o Lobo Mau

Visitante, o Pelotas escancarou desde o início da partida uma estratégia cautelosa. Sem a bola, as camisas amarelas recuavam em bloco, fechando qualquer espaço que pudesse ser explorado pelo Inter. Postura que obrigou o Inter a apenas arriscar chutes de longa distância, ou apostar nos escanteios. Com a posse, o Pelotas disparava contra-ataques. Dessa forma, permitiu aos dois mil áureo-cerúleos na arquibancada calarem a vassaladora supremacia colorada.

Após cobrança de escanteio do Inter, Alex Dias fez a transição rápida, lançou Clodoaldo às costas de Bolívar, e partiu para a comemoração. Isso porque o atacante do Pelotas, com muita categoria, aproveitou-se de uma saída estabanada de Pato Abbondanzieri para marcar um golaço.

Ainda estarrecidos, os colorados não haviam assimilado o primeiro golpe quando sofreram o segundo. Nove minutos depois, novamente Alex Dias recebeu livre, e novamente Clodoaldo marcou: Pelotas 2 a 0 Inter. Encarnando a figura do Lobo Mau, Clodoaldo apenas completou a bela jogada do companheiro de ataque, que foi à linha de fundo e o deixou sem goleiro à frente, desmarcado, e na pequena área.

Resposta abafa vaias

O segundo gol do Pelotas precipitou uma enxurrada de vaias no Beira-Rio. Muitos colorados passaram a cobrar melhor desempenho de jogadores - principalmente Taison - e a chamar o técnico Jorge Fossati de "burro". Ainda no primeiro tempo, entretanto, houve chance de recuperação para o Inter. Bolívar, um dos três zagueiros escalados por Fossati no sistema tático 3-5-2, bateu de primeira, sem deixar a bola cair, depois de Andrezinho cobrar escanteio. Belo gol: Inter 1 x 2 Pelotas, aos 43 minutos.

Trocou, empatou e virou

No início do segundo tempo Fossati modificou o sistema tático. Abdicou dos três zagueiros, e ainda acrescentou um atacante - Walter, em lugar de Giuliano - armando um 4-3-3. Fabiano Eller passou para a lateral esquerda, e Kleber para o meio-campo. Em seguida Fossati também trocou Andrezinho e Taison, respectivamente, por D'Alessandro e Edu. Dupla que entrou em ação para empatar a partida.

Novamente em cobrança de escanteio, D'Alessandro encontrou Edu na grande área. E o atacante bateu de primeira, reprisando Bolívar, para empatar: Inter 2 x 2 Pelotas. A insistência colorada não deu trégua ao Pelotas. A recompensa chegou aos 36min. D'Alessandro pegou rebote, e de primeira, com a perna direita, venceu o goleiro Jonatas, virando a partida.

Em grande festa, os colorados celebraram a conquista da Taça Fábio Koff, e a realização de dois Gre-Nais, na definição do título do Gauchão 2010.

Próximos jogos

Às 19h30min de quinta-feira, o Inter recebe o Deportivo Quito no Estádio Beira-Rio. A partida fecha a primeira fase no Grupo 5 da Copa Libertadores 2010. Os equatorianos lideram a chave, um ponto à frente do próprio Inter. No próximo domingo, o Inter abre a final do Gauchão, contra o Grêmio.

CLICESPORTES

   
O Portal ClicSoledade não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Publicidade