CEEE e Eletrocar assinam convênio para ampliar infraestrutura energética na região Norte do RS

Nova LT de 69 kV irá da Subestação Tapera 2, da CEEE-GT, até a Subestação Carazinho 1

Por Carla Damasceno Ferreira em 10/05/2010
nao. (Foto: Fernando César Vieira)
CEEE e Eletrocar assinam convênio para ampliar infraestrutura energética na região Norte do RS

Alavancar o desenvolvimento econômico do município de Carazinho e de toda a região Norte do Estado, ampliar o sistema de abastecimento de energia elétrica, aumentar a oferta de empregos e a arrecadação de impostos. Estes serão os benefícios proporcionados pelo protocolo de intenções assinado em Soledade, no último dia 8, pela CEEE-GT e as Centrais Elétricas de Carazinho (Eletrocar), que prevê a instalação de uma Linha de Transmissão (LT) de 69 kV e 43 km, em circuito duplo, que se estenderá da Subestação Tapera 2, da CEEE-GT, até a Subestação Carazinho 1.

Presentes à Exposição Feira de Soledade (Exposol), assinaram o protocolo de intenções a governadora Yeda Crusius, que destacou os investimentos do Governo na região; os diretores do Grupo CEEE, de Transmissão e de Planejamento e Projetos Especiais, respectivamente José Francisco Pereira Braga e Olavo Lautert Valendorff; o presidente da Eletrocar, Albano Kaiser, o prefeito de Carazinho, Aylton Magalhães, e o Presidente da Assembléia Legislativa do RS, Giovani Cherini.

Com vigência de 180 dias, a partir da data de assinatura, o protocolo estabelece que o Grupo CEEE irá auxiliar, com todo o aporte técnico, na elaboração do projeto básico da Linha de Transmissão, no processo de licenciamento ambiental da obra e com orientações para os procedimentos de liberação da área, indenizações e servidão do trecho de LT. À Eletrocar, caberão medidas objetivando a construção da Linha e as conexões necessárias. Orçada em R$ 16 milhões, esta infra-estrutura será fundamental para os investimentos previstos para a região Norte do Estado, a exemplo da instalação, em Carazinho, de uma unidade da Aurora Avicultura, que deverá gerar faturamentos da ordem de R$ 1 bilhão por ano a este trecho do Estado.

   
O Portal ClicSoledade não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Publicidade