Inter bate Estudiantes por 1 a 0 com gol de Sorondo no final

Partida foi disputada nesta noite de quinta-feira, pelas quartas de final da Libertadores.

Por Bbruno Quevedo em 14/05/2010
nao. (Foto: Mauro Vieira)
Inter bate Estudiantes por 1 a 0 com gol de Sorondo no final

por Eduardo Cecconi

Sorondo salvou a pátria colorada. Com um gol aos 42 minutos do 2º tempo, ele garantiu a vitória do Inter sobre o Estudiantes de La Plata, por 1 a 0.

A partida foi disputada nesta noite de quinta-feira,no Estádio Beira-Rio, pelas quartas de final da Copa Libertadores 2010. As duas equipes voltam a se enfrentar na próxima semana, na Argentina, para decidir quem segue em busca do título continental.

Qualquer empate classifica o Inter no jogo de volta. Derrota por um gol de diferença, desde que com um gol marcado, também dá a vaga para o Colorado.

Pouca ação, muita tensão

Inter e Estudiantes protagonizaram um primeiro tempo arrastado, lento, entreverado. No sistema tático 3-6-1, os argentinos tentaram com a supremacia numérica no meio-campo controlar a posse de bola e retirar velocidade da partida.

Enrolado nesta artimanha do técnico Alejandro Sabella, o Inter não conseguiu se articular. D'Alessandro e Andrezinho sofreram forte marcação, Nei e Kleber tiveram o apoio bloqueado pelos lados, e a situação se agravou com atuações pouco inspiradas de Sandro e Walter.

Os goleiros praticamente não trabalharam, assistindo debaixo das traves a um duelo tenso. Perez e Alecsandro assustaram Pato Abbondanzieri e Orion, respectivamente, em chutes de fora. A etapa inicial teve ainda muitas faltas, discussões, e cinco amarelos distribuídos pelo árbitro uruguaio Roberto Silvera.

Inversão de papéis

Nada se alterou no segundo tempo. Para piorar a situação colorada, o Estudiantes intensificou a estratégia de manter a posse com aproximações, trocas de passes curtos, e passagens de lado a outro, com bola no chão.

A situação apresentava uma inversão de papeis: o Estudiantes jogando no campo do Inter, tranquilamente, como se estivesse em casa; e o Inter recuado, tentando especular um contra-ataque, tal qual fazem os visitantes.

Despertando para o jogo

A primeira grande chance do Inter na partida aconteceu aos 21min do 2º tempo, quando D'Alessandro teve paciência para ganhar disputa de German Ré, e cruzar.

Alecsandro cabeceou forte, mas Orion praticou defesa cinematográfica. O lance coincide com a entrada de Taison no lugar de Walter.

Na sequência, o próprio Taison fez boa jogada e cruzou para Alecsandro, que marcou. Mas o lance foi anulado por impedimento na origem. De qualquer forma, o Inter espantava a sonolência.
Jorge Fossati fez mais trocas. D'Alessandro deu lugar a Giuliano, e Nei – sentindo lesão – foi substituído por Glaydson. Houve tempo ainda para uma polêmica: Guiñazu caiu na área e pediu pênalti, mas o juiz mandou seguir.

Sorondo salva

Quando tudo parecia perdido, o uruguaio Sorondo apareceu. Aos 42min, ele completou de cabeça cobrança de falta de Andrezinho, e marcou o gol salvador do Inter.

Próximos jogos

Na quinta-feira, dia 20 de maio, Inter e Estudiantes voltam a se enfrentar, fechando as quartas de final da Copa Libertadores 2010. Será às 19h45min, no Estádio Centenário de Quilmes, na Argentina.

Antes, às 16h deste domingo – dia 16 de maio – o Inter visita o Goiás no Estádio Serra Dourada, pela segunda rodada do Brasileirão 2010.

Fonte: zerohora.com

   
O Portal ClicSoledade não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Publicidade