Secretário de Segurança recebe Cherini e comitiva de Soledade

Por Redação em 14/05/2010

   

nao. (Foto: Amilton Belmonte/ASCOM SSP)
Secretário de Segurança  recebe Cherini e comitiva de Soledade

A qualificação da segurança pública em Soledade pautou agenda na manhã desta quinta-feira (13), entre o secretario estadual da Segurança Pública, Edson Goularte, o presidente da Assembléia Legislativa, Giovani Cherini, e comitiva de Soledade, liderada pelo prefeito Gelson Cainelli. Ocorrido no Gabinete do Secretário, o encontro reuniu também o chefe da Polícia, delegado Álvaro Steigleder Chaves, o chefe do Estado Maior da Brigada Militar, coronel Hildebrando Sanfelice, e o diretor do Departamento de Polícia do Interior, delegado Joel Oliveira.

De acordo com Cherini, que é natural de Soledade, o município de 31 mil moradores e localizado na região do Alto da Serra do Botucaraí é parceiro em tempo permanente da segurança pública, precisando, por isso, receber maiores contrapartidas do governo do Estado no segmento. Neste aspecto, agradeceu a relação de confiabilidade com a governadora Yeda Crusius e o secretário Edson Goularte, destacando o caráter agregador de ambos na construção de políticas públicas de excelência para os gaúchos.

Conforme o prefeito Gelson Cainelli, a comunidade de Soledade agradece à governadora a inclusão de Soledade como um dos municípios beneficiado com a construção de um ginásio poliesportivo, via Programa de Prevenção á Violência (PPV), bem como a entrega de novas viaturas para a cidade. Solicitou, no entanto, a parceria do Estado na reforma do prédio da Polícia Civil, obra avaliada em cerca de R$ 260 mil, e cujo imóvel foi recentemente cedido pelo Executivo ao Estado.

Outras reivindicações de Cainelli abordaram a viabilização de Parceria Público Privada entre Estado, Município e entidade públicas e privadas de Soledade na criação do sistema de videomonitoramento, a recomposição em mais de 50% dos atuais efetivos da Brigada Militar e Polícia Civil, e a apresentação, por parte de Soledade e do município de Espumoso, de quatro áreas para a construção de dois novos presídios, em Soledade e Espumoso. As novas unidades prisionais substituiriam as atuais, mas construídas fora do perímetro urbano, onde hoje encontram-se os atuais presídios. Carências de recursos humanos e de material na Superintendência dos Serviços Penitenciários também foram trazidas pelo prefeito.

Segundo o secretário Edson Goularte, a oferta de áreas para a construção de presídios é bem vinda. Lembrou que geração de vagas é prioridade de estado e não somente de governo. “Temos R$ 170 milhões para investimentos neste ano no sistema prisional, atacando uma chaga de décadas”, disse. Assinalou que a Susepe estará recebendo nos próximos dias 16 novas viaturas-xadrez e que a população carcerária gaúcha cresce de maneira insinuante, se comparada com o crescimento populacional do Estado. Quanto à reforma do prédio da Brigada Militar em Soledade, enfatizou que a obra integra o projeto de Reformas de Prédios da Segurança, do Programa Estruturante Cidadão Seguro.

O tema recomposição dos efetivos ganhou fala do chefe de Polícia, delegado Álvaro Steigleder. Conforme ele, o governo Yeda encontra-se em curso com 606 escrivães e inspetores, cuja formatura acontece em agosto próximo. Novo concurso, para mais 500 vagas, foi autorizado na semana passada pela governadora. Já o coronel Hildebrando Sanfelice, pontuou que a recente incorporação de 3.552 novos policiais militares, oriundos de concurso público, foi saudada pela população gaúcha, com o efetivo já distribuído pelos diferentes comandos regionais. Possível novo certame, com oferta de mais 3 mil vagas, está sendo levado para análise de Yeda Crusius.

Também acompanharam a agenda Hélio Quaresemin de Oliveira, João Francisco dos Santos, João Vilmar de Miranda e David Líbero Gueller, todos vereadores e/ou representantes do Executivo de Soledade.

   
O Portal ClicSoledade não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Publicidade