Seminário sobre porongo marca participação da Emater/RS-Ascar na Expocaiçara

A importância da cadeia do porongo para a região do Médio Alto Uruguai

Por Redação em 19/05/2010

   

nao. (Foto: Divulgação)
Seminário sobre porongo marca participação da Emater/RS-Ascar na Expocaiçara

A importância da cadeia do porongo para a região do Médio Alto Uruguai, levou o município de Caiçara a realizar o Seminário Regional do Porongo. O evento será na próxima quinta-feira (20), a partir das 13h30min e faz parte da programação da Expocaiçara, que acontece de 20 a 23 de maio, no Parque Municipal Guilherme Perlin. São esperadas cerca de 130 pessoas.

A primeira palestra abordará um levantamento produtivo e mercadológico do porongo, na região do Médio Alto Uruguai do Rio Grande do sul, com o agrônomo da Emater/RS-Ascar, Gaspar Scheid. Após o agrônomo da Emater/RS-Ascar e coordenador técnico do Programa Florestal RS, Ilvandro Barreto de Melo, vai apresentar o Programa Florestal como instrumento de estruturação da cadeia produtiva do porongo na região do Médio Alto Uruguai. Na sequência, a agrônoma Daniela dos Santos, fala sobre a necessidade, viabilidade e proposta para instalação de pesquisa científica na cadeia produtiva do porongo nos municípios da região.

“Temos uma diversidade de temas relevantes que são trabalhados dentro do Programa Florestal. O porongo é uma cultura importante para a região, tanto na questão econômica, quanto cultural e social, pois existem 800 famílias envolvidas na cadeia produtiva. Levar aos produtores informações técnicas qualifica o trabalho na região, fortalece a cadeia e permite crescimento de todos os segmentos ligados ao setor. Além disso, ações como essa permitirá a aproximação e a parceria com órgãos de pesquisa”, avalia o gerente regional Oriberto Adami.

   
O Portal ClicSoledade não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Publicidade