Inter se classifica para a semifinal da Libertadores com derrota para o Estudiantes

Jogando em Quilmes, na Argentina, o Inter foi derrotado por 2 a 1, nesta quinta.

Por Bruno Quevedo em 21/05/2010

   

nao. (Foto: Alejandro Pagni, AFP)
Inter se classifica para a semifinal da Libertadores com derrota para o Estudiantes

por Eduardo Cecconi

O sonho colorado de voltar à disputa do Mundial de Clubes está mais vivo do que nunca. Nesta noite de quinta-feira, em Quilmes (ARG), o Inter perdeu para o Estudiantes de La Plata por 2 a 1.

O resultado, entretanto, classifica o Inter para a semifinal da Copa Libertadores 2010 pelo saldo qualificado. No jogo de ida, o Inter havia vencido por 1 a 0. Giuliano marcou, aos 43min do 2º tempo, o gol heroico do Inter.

Nas semifinais, o Inter enfrenta o São Paulo, que passou pelo Cruzeiro. Os jogos que valem vaga na decisão estão marcados para ocorrer apenas após a Copa do Mundo da África do Sul.

Durou pouco

A vantagem obtida pelo Inter no jogo de ida não sobreviveu à pressão do Estudiantes. Em apenas um minuto, o Estudiantes marcou dois gols, reverteu a situação, e ultrapassou o Inter na disputa pela vaga na semifinal.

Contra o 3-6-1 planejado pelo técnico Jorge Fossati, Alejandro Sabella - treinador do Estudiantes - usou o 4-4-2 em duas linhas, priorizando as jogadas pelos lados. A intenção era ao mesmo tempo jogar às costas dos alas e tirar os zagueiros colorados da área.

A estratégia funcionou aos 19min. Leandro González recebeu lançamento longo. Nem Bolívar, nem Nei estavam por ali. E ele bateu com categoria, na saída de Pato: 1 a 0.

No mesmo setor, um minuto depois, Verón deu início à trama finalizada por um golaço. Pérez chutou de fora da área, e acertou o ângulo esquerdo: 2 a 0.

Mais três zagueiros

Com o 2 a 0 que lhe servia, o Estudiantes voltou do intervalo diferente. Saiu o atacante González, entrou o lateral Angeleri. E o time argentino mudou de sistema, adotando o mesmo 3-6-1 colorado.

O jogo se tornou mais lento, mas o Estudiantes não perdeu o controle da posse de bola. Pato obrigou-se a salvar o Inter em pelo menos dois lances, com Boselli e Clemente Rodríguez.

Após os 20min, a resposta de Fossati foi a saída de Nei para a entrada do atacante Walter.
Eliminação quase irreversível
Apesar da derrota por 2 a 0, o Inter pouco se arriscou. Em meia-hora da etapa final, contou apenas com uma conclusão à distância de Sandro, e com uma cobrança de falta de Andrezinho. Em ambos os lances, Orión defendeu.

Fossati fez nova troca. Giuliano substituiu D'Alessandro. Walter