Uruguai vence México, mas ambos avançam às oitavas-de-final

Com vitória por 1 x 0, uruguaios devem escapar de confronto com Argentina, provável rival dos mexicanos na próxima fase

Por Redação em 22/06/2010
nao. (Foto: Divulgação)
Uruguai vence México, mas ambos avançam às oitavas-de-final

No primeiro tempo, a África do Sul deu a impressão de que conseguiria a milagrosa classificação, abrindo 2 a 0 sobre os franceses. Nesse momento, a equipe do técnico Carlos Alberto Parreira precisava marcar mais dois gols para avançar. Na etapa final, a França levou uma bola na trave, conseguiu conter a pressão adversária e marcou seu gol aos 25 minutos. Assim, acabou com a esperança sul-africana.

A equipe comanda por Parreira aproveitou bem a tensão da França, abalada pelas confusões envolvendo seus jogadores e o técnico Reymond Domenech. Aos 20 minutos, após cobrança de escanteio da direita, Lloris saiu mal do gol, Khumalo subiu nas costas de Diaby e cabeceou para abrir o placar.

O resultado, que se desenhava apenas como uma despedida honrosa da África do Sul, tornou-se esperança de goleada com o cartão vermelho de Gourcuff, aos 25 minutos. O segundo gol dos africanos saiu aos 37 minutos, e a classificação virou um sonho possível. Tshabalala fez boa jogada pela esquerda e cruzou. Diaby tentou cortar, mas mandou para trás. Masilela cruzou de novo, Mphela se enroscou com Clichy na pequena área e empurrou para o gol.

Depois de ter um gol anulado por impedimento, no final do primeiro tempo, a África do Sul se empolgou e voltou com tudo na etapa final. Queria a vaga e acreditava nisso. Chegou a enfiar uma bola na trave com Mphela, mas a França reagiu, marcou seu gol e esfriou os ânimos da torcida. Ribery recebeu na área, conseguiu proteger a bola e entregou a Malouda, que ficou livre e empurrou para as redes.

Os sul-africanos se despedem com uma honrosa vitória sobre os vice-campeões do mundo, mas entram para a história como a primeira seleção da casa a não chegar às oitavas. Fecham sua campanha com quatro pontos e saldo negativo de dois gols, enquanto o México soma quatro pontos e saldo positivo de um gol. Já a França se despede com uma campanha vergonhosa: um ponto ganho, um gol marcado e saldo negativo de três gols.


Fonte: ig.com.br

   
O Portal ClicSoledade não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Publicidade