Gravidez na adolescência aumentou no Brasil nos últimos anos

Incidência de jovens grávidas é maior nas periferias.

Por Letícia Nunes em 17/07/2010

   

nao. (Foto: Divulgação)
Gravidez na adolescência aumentou no Brasil nos últimos anos

Um grande problema que vem causando sérias preocupações a sociedade atual é o crescente número em casos de adolesentes que engravidam precocemente. Segundo dados do IBGE, desde 1980 o número de jovens entre 15 e 19 anos grávidas aumentou 15%, isso significa, que são cerca de 700 mil meninas se tornando mães a cada ano no Brasil. Desse total, 1,3% são partos realizados em garotas de 10 a 14 anos.

De acordo com o médico ginecologista Carlos Espírito Santo, nos últimos anos a faixa etária abrangente no RS permanece dos 12 aos 15 anos, sendo que a cada dia a tendência deste número vem aumentando.

Conforme Espírito Santo, a grande maioria das adolescentes atingidas, residem na periferia das cidades, sendo que em Soledade, o Bairro Primavera é o local com maior concentração de jovens grávidas e a menor concentra-se na área central. Porém, isso não quer dizer que níveis sociais maiores não venham a ser atingidos.

Segundo o médico, a situação pode ser também conjuntamente percebida junto às regiões rurais, onde grande parte das meninas engravidam por diversos fatores, como a ida para centros maiores, a busca por um casamento precoce ou até mesmo por imposição dos pais.

Para o Ginecologista outro fator que influenciaria esta situação não está relacionado com a falta de informações para o uso correto de métodos contraceptivos e sim do descaso para com os mesmos, porém o que deixa a desejar é a participação dos pais como meio de diálogo e aconselhamento das jovens.

   
O Portal ClicSoledade não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Publicidade