Após possível tornado na Serra, temperatura despenca e chuva pode chegar a 60mm no Norte

Massa de ar polar faz com que a temperatura fique entre 1°C e 3°C na fronteira com o Uruguai

Por Redação em 22/07/2010

   

nao. (Foto: Divulgação)
Após possível tornado na Serra, temperatura despenca e chuva pode chegar a 60mm no Norte

Após o possível tornado na Serra, a previsão do tempo mantém os gaúchos em alerta. Desta vez, a chuva e a baixa temperatura são destaques.

As instabilidades avançam mais para o Norte, mantendo chuvas fortes que podem chegar a 60mm, ainda com possibilidade de temporais com ventos fortes no início do dia. A entrada de uma massa de ar polar faz com que as temperaturas diminuam, e a mínima fica entre 1°C e 3°C na fronteira com o Uruguai.

O ciclone extratropical se afasta para o oceano. No Sul, a chuva diminui e teremos períodos de melhorias, com aparecimento do sol. Porém, as máximas não passam dos 11°C. Em Porto Alegre, a condição de chuva continua nesta quinta-feira — a temperatura deve girar a 14°C pela manhã e 11°C à tarde.

Novo ciclone e temporais no domingo

Nesta sexta-feira, a frente fria fica estacionada sobre Santa Catarina, deixando instabilidade no norte gaúcho. Chove, mas com menor intensidade. O destaque é a Região Sul, que volta a ter geada devido à atuação da massa de ar polar que chega ao Estado. As temperaturas se matém baixas em Bagé e Santana do Livramento — a mínima fica em 1°C.

Para sábado, um novo ciclone volta a atuar no Estado e traz novamente a chuva. As precipitações não são intensas mas, no domingo, se intensificam. Há risco de temporais e ventos fortes no Estado. Os ventos passam novamente dos 100km/h. A temperatura permanece baixa. Em Porto Alegre, mínima fica em 9°C e a máxima em 16°C.

Fúria na Serra

A estação meteorológica do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) na cidade de Canela registrou vento de 124km/h entre 20h e 21h de quarta-feira. Segundo a Somar Meteorologia, a mesma estação de Canela registrou a maior precipitação do país entre 21h e 4h: pouco mais de 45mm — quase 30% da média de julho.

Meteorologistas ainda não têm certeza de qual fenômeno atingiu Canela. Mas já sabem que os estragos são resultado do encontro de um frente fria que subia a Serra com uma massa de ar quente proveniente da Amazônia, o conhecido vento norte.

A meteorologista Estael Sias acredita que a cidade possa ter sido atingida por um tornado ou ainda por uma microexplosão.

— Em apenas 1% dos temporais aqui no Estado ocorrem tornados. E geralmente duram poucos segundos, até um minuto. A microexplosão é mais comum e pode durar alguns minutos — explicou Estael.

Segundo um levantamento preliminar, 11 pessoas tiveram ferimentos leves e foram atendidas no Hospital de Caridade de Canela. Todas foram liberadas. Outras 10 estão desabrigadas e passaram a noite em um CTG local. Ainda não há um número exato de desalojados, que estão em casas de parentes. Cerca de cem casas foram destruídas, segundo a Defesa Civil.


Fonte: clicrbs.com.br

   
O Portal ClicSoledade não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Publicidade