Pesquisa americana revela que quem conversa mais tem maior índice de bem-estar

O maior índice de bem-estar estava relacionado ao tempo gasto sozinho e ao investido no convívio social

Por Redação em 11/08/2010
nao. (Foto: Divulgação)
Pesquisa americana revela que quem conversa mais tem maior índice de bem-estar

Qual a intensidade e a qualidade das suas conversas e interações sociais? Manter relações que proporcionem discussão sobre assuntos profundos e não somente curtos bate-papos pode ser determinante para o bem-estar pessoal.

A conclusão é de uma pesquisa americana, divulgada no jornal Psychological Science, que investigou o grau de felicidade de pessoas de acordo com os tipos de conversas que elas tinham dentro de suas relações sociais. Durante quatro dias os participantes tiveram suas falas gravadas. Além disso, os voluntários completaram formulários de avaliação de personalidade e bem-estar.

A análise das gravações revelou pontos interessantes. O maior índice de bem-estar estava relacionado ao tempo gasto sozinho e ao investido no convívio social. O participante mais feliz passou 25% menos tempo sozinho e 70% mais conversando com outros do que os participantes com níveis mais baixos de felicidade.

Além da diferença na quantidade de interações sociais, também houve diferença no tipo de conversas: participantes mais satisfeitos com a vida tinham o dobro de conversas mais profundas.

Os resultados sugerem que uma vida solitária e superficial pode reduzir o nível de bem-estar. Apesar de admitirem que o estudo não chega a uma causa, os pesquisadores garantem que conversas profundas têm potencial para tornar as pessoas mais felizes.

A pesquisa foi feita pelas cientistas Matthias R. Mehl, Shannon E. Holleran e C. Shelby Clark da Universidade do Arizona, juntamente com SIMINE Vazire da Universidade de Washington em St. Louis.


Fonte: clicrbs.com.br

   
O Portal ClicSoledade não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Publicidade