Professor da UPF recebe mais importante prêmio na área da fitopatologia

Distinção foi entregue ao professor Erlei Melo Reis durante evento nacional da área

Por Redação em 25/08/2010
nao. (Foto: Fabio Rosso)
Professor da UPF recebe mais importante prêmio na área da fitopatologia

O professor da Faculdade de Agronomia e Medicina Veterinária da
Universidade de Passo Fundo (FAMV/UPF), Dr. Erlei Melo Reis, foi
premiado no 43º Congresso Brasileiro de Fitopatologia, promovido pela
Sociedade Brasileira de Fitopatologia, que ocorreu de 15 a 19 de agosto,
no Centro de Eventos do Pantanal, em Cuiabá (MT).

O prêmio, considerado o mais importante na área da fitopatologia do
Brasil, é destinado a homenagear os profissionais da área que durante a
trajetória acadêmica e profissional contribuíram para o avanço da
ciência que estuda as doenças das plantas no país e no mundo. O troféu é
uma réplica original da bota que pertenceu ao Dr. Álvaro Santos Costa,
notável engenheiro agrônomo, pesquisador científico do Instituto
Agronômico de Campinas.

Reis começou suas pesquisas em 1965. Professor-fundador do curso de
Agronomia da UPF foi também um dos responsáveis pela criação do mestrado
e doutorado em Agronomia na área da fitopatologia.

Homenagem na UPF
Para homenagear o professor, a FAMV organizou uma solenidade na última
segunda-feira, 23 de agosto. Durante o encontro, Reis salientou o
trabalho desenvolvido na instituição que lhe proporcionou a conquista do
prêmio. “Entre as pesquisas, destaco as ações desenvolvidas no grupo de
quantificação de danos causados por doenças de plantas. Lideramos no
Brasil as pesquisas nesta direção. Os melhores dados gerados são aqui na
UPF. Com a criação do Programa de Pós-Graduação qualificamos e
intensificamos nosso trabalho”, relatou.

Conforme o professor, atualmente grande parte dos alunos também têm
contribuido com as atividades científicas. Reis enfatizou ainda que as
pesquisas são direcionadas aos produtores, justificando que não apenas
se desenvolve o conhecimento, mas também ele é aplicado junto aos
agricultores.

Na ocasião, o diretor da FAMV, Hélio Carlos Rocha, parabenizou o
trabalho desenvolvido pelo pesquisador. “O professor Erlei tem a
característica motivadora para desenvolver as atividades de pesquisa na
nossa unidade. Os prêmios que o curso de Agronomia da UPF tem recebido
nestes anos é fruto deste tipo de esforço. Nossa graduação é reconhecida
nacionalmente pela sua qualidade em função da preparação de
profissionais como Erlei”, argumentou.

O também professor fitopatologista da UPF, Carlos Alberto Forcelini,
membro do grupo de pesquisas, lembrou sobre a importância do prêmio
conquistado pelo colega. “Dr. Álvaro, a quem se refere o troféu, foi um
dos maiores pesquisadores brasileiros. A réplica da bota dele é uma
homenagem a todos os que seguiram o mesmo caminho, tendo uma vida
profissional notória na área da fitopatologia”, afirmou.

O professor da UPF, José Roberto Salvadori, ex-aluno e ex-estagiário de
Reis, comentou sobre a relevância do conhecimento do homenageado para as
pesquisas do curso de Agronomia. “Nestes 49 anos da unidade, uma das
maiores conquistas foi a introdução do espírito científico. Esta bota
representa, além da qualidade do trabalho e trajetória profissional
desenvolvida pelo professor, esse contexto da nossa faculdade. Sem
dúvidas Reis foi precursor neste sentido, estimulando as pesquisas que
resultaram no curso de pós-graduação em nível de doutorado da
Agronomia”, observou.

Na oportunidade também estiveram presentes a esposa de Reis, Vilmari
Camargo Reis, e a filha Andréa Camargo Reis, agrônoma e estudante do
mestrado em Agronomia da UPF.

   
O Portal ClicSoledade não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Publicidade