Passo Fundo vai receber R$ 3,4 milhões em recursos para Parque Científico e Tecnológico do Planalto Médio

Verba deve ser usada para compra de equipamentos para pesquisa e geração de tecnologia e virá ainda em 2010

Por Redação em 27/08/2010
nao. (Foto: Divulgação)
Passo Fundo vai receber R$ 3,4 milhões em recursos para Parque 
Científico e Tecnológico do Planalto Médio

O Parque Científico e Tecnológico do Planalto Médio ganhou um novo
impulso nessa semana. O Ministério da Ciência e Tecnologia acionou na
quarta-feira, 25 de agosto, a Prefeitura Municipal de Passo Fundo para
que apresente documentação legal a fim de possibilitar a liberação de
recursos no valor de R$ 3.475 milhões para fomentar o desenvolvimento do
Parque.

Os recursos foram obtidos por meio de uma emenda da bancada gaúcha na
Câmara dos Deputados, tendo o deputado Beto Albuquerque como principal
interlocutor. A Universidade de Passo Fundo (UPF), parceira da
prefeitura no desenvolvimento do Parque, tem prazo de 40 dias para
apresentar um projeto de ação a partir das áreas prioritárias de atuação
do Parque: tecnologia da informação, alimentos, metal-mecânica,
biotecnologia, energia e saúde. Os recursos chegam ainda em 2010.

A destinação dos recursos desta emenda deverá ser, exclusivamente, para
a aquisição de equipamentos de fomento à geração de conhecimento e
tecnologia. A partir desta ação, inicia efetivamente a atuação do Parque
Científico e Tecnológico do Planalto Médio, numa lógica de integração
entre universidade, poder público e comunidade.

Na opinião do reitor da UPF, professor José Carlos Carles de Souza, o
Parque apresenta-se como uma alternativa para o desenvolvimento regional
e coloca a UPF no patamar de outras grandes instituições que já possuem
iniciativas da mesma espécie. “Poderemos atrair recursos, prospectar
inovação tecnológica e prestar serviços para a comunidade”, destacou.

O prefeito Airton Dipp destacou a valorização da UPF no contexto do
Parque, por ser a instituição de ensino local que está à frente da
iniciativa e ainda os resultados que a cidade poderá obter por meio dos
recursos que virão. Já o secretário municipal de Desenvolvimento
Econômico de Passo Fundo Marcos Citolin comemorou os recursos como sendo
o início da vida orgânica do Parque e lembrou que já existem ações para
captação de recursos para a construção da sua estrutura física.

Também acompanharam a reunião no gabinete do prefeito o coordenador do
Parque Científico e Tecnológico do Planalto Médio Alexandre Lazaretti
Zanatta, o assessor da Vice-reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação da UPF
Verner Antoni e a assessora do deputado federal Beto Albuquerque, Diná
Lima da Silva.

Além do desenvolvimento do projeto que orienta a destinação de recursos,
prefeitura e UPF também firmarão um convênio definindo a atuação de cada
uma das partes no funcionamento do Parque.

   
O Portal ClicSoledade não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Publicidade