Técnicos da Emate/RS-Ascar participam de capacitação em crédito rural

Por Redação em 18/09/2010
nao. (Foto: Divulgação / EMATER)
Técnicos da Emate/RS-Ascar participam de capacitação em crédito rural

Na sede da Emater/RS-Ascar, em Porto Alegre, hoje (14), 35 técnicos da Instituição de todo o Estado participaram de uma capacitação em crédito rural com Paulo Pena e Rogério Steinhorst, ambos da Gerência de Mercado e Agronegócio, da Superintendência Regional do Banco do Brasil - BB. A reunião é fruto do convênio assinado entre Emater/RS-Ascar e o BB, na Expointer 2010.

A capacitação enfocou, principalmente, os aplicativos de cadastramento de agricultores e a elaboração de proposta de crédito rural, além de procedimentos de transferência de arquivo. Na reunião foram apresentadas as ações para a elaboração dos projetos de custeio do Pronaf, utilizando os aplicativos da Emater/RS-Ascar e do Banco.

Segundo Cezar Ferreira, assistente técnico estadual em Crédito pela Emater/RS-Ascar, o objetivo desse novo sistema é ampliar o número de produtores beneficiados com o crédito rural de custeio com assistência técnica da Instituição. “Atualmente, realizamos algo em torno de 8 mil projetos de custeio por ano, mas a meta é chegar aos 30 mil até o segundo semestre de 2011”, afirma Ferreira ao lembrar que o RS foi o primeiro estado brasileiro a utilizar esses sistemas.

O BB está ampliando suas linhas de crédito aos assistidos pela Extensão Rural no país. “Queremos profissionalizar o produtor rural, para isso é necessário remunerar a Assistência Técnica, para que ela garanta a orientação e o acompanhamento registrados nos laudos”, disse Paulo Pena do BB.

Convênio
A melhoria da qualidade da aplicação de recursos para a agricultura, através de projetos disponibilizados pelo sistema financeiro, é a principal finalidade do convênio assinado entre a Emater/RS-Ascar e o Banco do Brasil. A partir deste convênio será possível aumentar o número de operações contratadas pelo banco, buscando qualificar o crédito rural.

De acordo com o convênio, a ATER será prestada a produtores rurais, compreendendo a elaboração de plano ou projeto e a orientação técnica e gerencial em nível de propriedade. A Emater/RS-Ascar deve recomendar tecnologias de produção economicamente viáveis, a adoção de práticas conservacionistas adequadas à defesa do solo e do ambiente, de acordo com a legislação ambiental em vigor, bem como prestar orientação gerencial voltada para a introdução de métodos racionais de gestão da propriedade rural.

   
O Portal ClicSoledade não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Publicidade