FAMURS sedia 1° Encontro Regional do Esporte Paraolímpico do Estado

Movimento Paraolímpico Brasileiro

Por Redação em 22/09/2010
nao. (Foto: Fernando Rezende)
FAMURS sedia 1° Encontro Regional do Esporte Paraolímpico do Estado

A FAMURS – Federação das Associações de Municípios do Rio Grande do Sul foi sede nesta terça-feira, 21 de setembro, do 1° Encontro Regional do Esporte Paraolímpico do Estado do Rio Grande do Sul. O evento, promovido pela Fundação de Articulação e Desenvolvimento de Políticas Públicas para Pessoas com Deficiência e com Altas Habilidades no Rio Grande do Sul (Faders), busca a capacitação de portadores de necessidades especiais através da formação continuada e a realização de oficinas. O evento contou com a presença do presidente do Comitê Paraolímpico Brasileiro, Andrew Willian Parson.

A discussão dos programas e projetos voltados para a inclusão social da pessoa com deficiência nas áreas do esporte e lazer, principalmente com relação a Política Nacional do Esporte, foi o foco do encontro. O público, formado por profissionais de educação física, secretários municipais de esporte, associações, instituições de ensino públicas e privadas e educadores sociais, acompanhou diversas oficinas e participou da aula inaugural do curso de formação de árbitros de voleibol paraolímpico.

O presidente Comitê Paraolímpico Brasileiro, Andrew Willian Parson justificou o incentivo ao paradesporto como uma ferramenta eficaz para a promoção da qualidade de vida das pessoas com deficiência, promovendo a inclusão social no âmbito escolar, esportivo, recreativo, participativo e informativo. – O esporte é a maior ferramenta que possuímos para a inclusão e o exercício da cidadania de qualquer cidadão – afirmou. Parson falou, ainda, a respeito do trabalho do Comitê, tendo em vista eventos importantes a serem desenvolvidos no País nos próximos anos, entre eles os Jogos Paraolímpicos de 2016, tendo como sede o Rio de Janeiro. (ouça áudio)

A diretora-presidente da Faders, Aracy Lêdo, lembrou que nesta terça-feira, data do evento, se comemora o Dia Nacional de Luta das Pessoas com Deficiência. Ela falou, ainda, do trabalho da entidade desde 1999.

– Desde então, buscamos a descentralização da política pública estadual para pessoas com deficiência e para pessoas com altas habilidades em todas as regiões do Estado - afirmou. Aracy destacou que o Rio Grande do Sul é referência no desenvolvimento de ações de inclusão as pessoas que necessitam de atenção especial. – Nós temos um potencial enorme, e devemos levar esse exemplo a todo o País. Que este encontro iniciado hoje se converta em resultados - explicou.

O coordenador-geral da Federação, Rogério Coser, afirmou durante seu pronunciamento que o encontro é de suma importância para o desenvolvimento local do lazer e do esporte, especialmente às pessoas portadoras de necessidades especiais. – Tudo que ocorre nos Municípios, não poderíamos deixar de acompanhar. Fizemos deste ato uma demonstração de total apoio a todas as entidades envolvidas. Esperamos grandes resultados desse evento. – afirmou.

Durante todo o encontro foram ministradas palestras sobre o Movimento Paraolímpico Brasileiro, Programas e Projetos nas Áreas do Esporte e Lazer do Ministério do Esporte, voltado a Inclusão da Pessoa com Deficiência.

Além da FAMURS, o evento contou com o apoio da Associação Brasileira de Voleibol Paraolímpico (ABVP); Associação das Federações e Entidades Esportivas do Rio Grande do Sul (AFEERGS); Conselho Estadual dos Direitos da Pessoa com Deficiência (COEPEDE); Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa com Deficiência de Porto Alegre (COMDEPA); Federação Gaúcha de Voleibol (FGV); Frente Gaúcha de Esportes; Fundação de Assistência Social e Cidadania (FASC); Secretaria Especial de Acessibilidade e Inclusão Social (SEACIS); Secretaria Municipal de Esportes de Porto Alegre (SME).

   
O Portal ClicSoledade não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Publicidade