CTPedras recebe novos equipamentos na área de lapidação de gemas

Por Redação em 25/09/2010
nao. (Foto: Divulgação / UPF)
CTPedras recebe novos equipamentos na área de lapidação de gemas

O Centro Tecnológico de Pedras Gemas e Jóias do Rio Grande do Sul (CTPedras), localizado em Soledade, comemora o recebimento de novos equipamentos, que visam a transferência de tecnologia para o setor e a contribuição com a qualificação profissional na área de lapidação. Constam no novo conjunto de equipamentos uma cabocheira, bancadas de lapidação e multimachines, todas com sistemas mecanizados.

Os recursos para aquisição dos equipamentos foram provenientes do Ministério da Ciência e Tecnologia, com contrapartida do município de Soledade, através do convênio 01.0021.00/2008. Com essas novas máquinas, busca-se a transferência de tecnologia com equipamentos que agregam valor à matéria prima regional, diminuem custos e tempo de produção, além de possibilitarem a capacitação de mão-de-obra pelos cursos de qualificação. A apresentação pública dos novos equipamentos acontece em outubro.

O CTPedras é gerido em parceria entre a Universidade de Passo Fundo - Campus Soledade, Prefeitura de Soledade e Sindipedras. A unidade está situada na cidade de Soledade-RS, e vem desde 2006 contribuindo para o desenvolvimento regional através da capacitação e qualificação de mão-de-obra, participação em chamadas públicas e desenvolvimento de projetos de pesquisa.

Impulso ao desenvolvimento

De acordo com o coordenador do CT Pedras, Juliano Tonezer da Silva, são diversas as atividades já desenvolvidas no local, entre elas os projetos 3D-Gemas, PortalGemas, licenciamento ambiental, impressão 3D de artefatos cerâmicos, workshops e seminários na área de meio ambiente, design e gemologia. “As novas máquinas recebidas têm capacidade de confecção de peças calibradas, o que há muito tempo tem sido uma carência no mercado regional, além de permitirem aprimorar um avanço na lapidação, em sintonia com a identidade local, de joias com gemas naturais”, afirma.

O vice-reitor de Pesquisa e Pós-Graduação da UPF, Leonardo José Gil Barcellos, destaca que a parceria estabelecida com Soledade é uma demonstração de que a UPF procura cada vez mais aproximar-se da comunidade, fomentando as atividades acadêmicas, bem como estabelecendo uma interlocução permanente com o empresariado local. “Buscamos saber quais são as demandas em termos de pesquisa, geração de tecnologia e capacitação de capital humano e, na medida do possível, procuramos atender a estas demandas”, enfatizou, lembrando que o CTPedras pode servir de modelo para outras iniciativas similares, como o Centro Vocacional Tecnológico de Confecção Têxtil, de Sarandi.

O diretor da UPF Soledade, professor Idioney Oliveira Vieira, lembra que o CT Pedras constitui-se um modelo de projeto voltado para o desenvolvimento de um espaço local ou regional. O projeto, conforme ele, integra governantes com políticas públicas de fomento,
a universidade com ensino e pesquisa e os empresários organizados em Arranjo Produtivo Local. “A chegada destes novos equipamentos é resultado do trabalho dos atores envolvidos no projeto. A operacionalização dos mesmos removerá uma série de gargalos do setor de jóias, o que impulsionará o seguimento produtivo e irá promover geração de renda e inclusão social na região”, considera.

De acordo com dados do Sindipedras, o setor de pedras preciosas e semi-preciosas congrega atualmente em Soledade cerca de 180 empresas de todos os portes. O segmento gera na cidade 1.200 empregos diretos e em torno de 2.800 indiretos. O presidente da entidade, Ivanir Lodi, salienta a importância dos novos equipamentos adquiridos pelo CT Pedras. “É gratificante estarmos recebendo equipamentos de ponta e que vem ao encontro dos interesses e das demandas do setor”, pontuou.

Na opinião do prefeito de Soledade, Gelson Cainelli, os novos equipamentos são uma forma de investir na cidade, na qualificação e melhora da mão-de-obra. “Acreditamos que ter a UPF como parceira do CT Pedras facilita o acesso dos empresários à criação de novos produtos”, complementa.

Os equipamentos

Conheça um pouco mais sobre a finalidade de cada equipamento recebido pelo CT pedras: a cabocheira permite dar a uma gema (pedra preciosa) forma arredondada, sem faces, como, por exemplo, uma meia esfera. A peça final é conhecida como um cabochão ou lapidação lisa. Esta lapidação caracteriza-se por possuir superfície superior em forma de domo arredondado e a inferior plana ou levemente convexa. Geralmente são aplicadas em gemas opacas. Assim como a cabocheira, as bancadas de lapidação, podem criar inúmeras peças idênticas em tamanho e proporção. Porém, seu produto final é uma gema lapidada, com faces simétricas ou perpendiculares em torno da pedra. Já a MultiMachine, um equipamento multifuncional, permite serrar, desgastar e dar acabamento a uma peça. Ao contrário da cabocheira e das bancadas, não produz vários modelos com forma e tamanho idênticos, pois seu foco é a lapidação diferenciada, onde cada lapidário usa sua habilidade e criatividade na confecção do modelo.

Curso

Com a chegada destes novos equipamentos, serão abertas inscrições, ainda em 2010, para
duas turmas de Lapidação de Gemas, que terão cursos ministrados em parceria com a AEP SENAI de Soledade. Juntamente com as turmas de lapidação, irão ocorrer turmas do curso de Fundição por Cera Perdida. Interessados podem obter informações diretamente no Centro Tecnológico ou pelo e-mail ctpedras@upf.br.

   
O Portal ClicSoledade não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Publicidade