Desfile apresenta resultado de trabalho de acadêmicos da UPF

Centro de Eventos lotou para ver o desfile

Por Redação em 08/10/2010
nao. (Foto: Cristiane Sossella)
Desfile apresenta resultado de trabalho de acadêmicos da UPF

As lendas do Negrinho do Pastoreio, da guerreira Iara, da rainha do mar
Iemanjá, a culinária baiana, o frevo, o maracatu e as grandes obras da
arquitetura mundial viraram tema de desfile de modas na Universidade de
Passo Fundo (UPF). Uma nova edição do UPFashion lotou o Centro de
Eventos da instituição na noite de quarta-feira, 6 de outubro,
oportunidade em que 48 acadêmicos do curso superior de tecnologia em
Design de Moda apresentaram looks conceituais ao público.

Desta vez, os acadêmicos foram desafiados a realizar um desfile com base
em dois temas: o segundo nível abordou em suas produções a questão da
Moda e Folclore, e ao terceiro nível foi proposto o tema Moda e
Arquitetura. Foram vários meses de preparação, desde o planejamento do
desfile, a pesquisa do tema, das cores, o croqui, até se chegar ao
momento máximo, de colocar nas passarelas o trabalho desenvolvido.

A professora Vânia Bergonsi explica que toda a produção foi realizada
por meio de disciplinas do curso e faz uma avaliação positiva da
atividade. “A criatividade dos alunos foi demonstrada, mas acima de tudo
ressaltamos a qualidade do produto final, que pôde ser conferida na
passarela”, pontuou.

De acordo com dados do Sebrae, existem na região de Passo Fundo 408
empresas de confecção, mercado de trabalho a ser conquistado cada vez
mais pelos profissionais do curso de Design de Moda. “Na faculdade os
acadêmicos recebem as bases para o mercado do de trabalho. A cada
projeto eles estão ampliando os seus conhecimentos e se qualificando
para a vida profissional”, enfatizou a professora Vânia.

A coordenadora do curso, professora Rosania Hobolt, afirmou que o
UPFashion já é um evento consolidado e que surpreende o público a cada
edição em termos de profissionalismo e estrutura. “A gente pensa que o
aluno tem que se espelhar nas melhores passarelas do mundo, por isso,
tudo é feito com qualidade”, detalha. Conforme Rosania, o desfile é o
resultado de um conjunto de fatores que se somam, englobando várias
disciplinas, e que faz com que os alunos compreendam a que se aplica o
que eles estão aprendendo em sala de aula.

Acompanharam também o evento a vice-reitora de Graduação, Neusa Rocha; a
diretora da Faculdade de Educação Eliara Levinski; a coordenadora do
curso superior de tecnologia em Estética e Cosmética da UPF Margarete
Rien, além de outros professores, alunos e comunidade. O CST em Estética
e Cosmética foi um dos cursos apoiadores do desfile, que integrou a
Semana Acadêmica Odontológica, da Faculdade de Odontologia da UPF.

Looks conceituais x looks comerciais
Muitas pessoas, ao ver um desfile, ficam se perguntando como os
profissionais da moda podem criar looks que dificilmente seriam
utilizados pelo público. É que esses looks são conceituas, a exemplo do
que foi apresentado no desfile deste dia 6 na UPF. Eles diferem dos
looks comerciais, que se vê nas vitrines e nas lojas, tradicionalmente.
A professora Rosania explica que a roupa-conceito é resultado de um
tema, de uma definição de estrutura, volumes, cores, etc, e que a partir
disso é possível criar uma coleção completa para ser comercializada.

Doação de brinquedos
O evento integrou a campanha “Brincar está na moda, doe um brinquedo” e
arrecadou três caixas de brinquedos, que serão doados à Assistência
Social Diocesana Leão XIII e à Escola Municipal Nossa Senhora Aparecida.

   
O Portal ClicSoledade não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Publicidade