Soja e seus derivados podem ser inimigos da fertilidade masculina

Estudos apontam que as isoflavonas do alimento podem alterar os hormônios reprodutivos do homem

Por Redação em 15/11/2010

   

nao. (Foto: Paulo Vilani)
Soja e seus derivados podem ser inimigos da fertilidade masculina

Apesar de altamente recomendada devido aos seus benefícios à saúde, a soja pode representar um risco aos homens que estão buscando a paternidade. Segundo uma série de pesquisas, as isoflavonas (fitoestrógenos) presentes nessa leguminosa e seus derivados imitam a ação dos estrogênios (hormônios femininos) e podem exercer efeitos adversos na fertilidade masculina.

— Há indicações que os fitoestrógenos, sozinhos ou em combinação com substâncias químicas (xenobióticos), podem alterar hormônios reprodutivos — afirma a nutricionista do Centro de Reprodução Humana Nilo Frantz, Rosa Silvestrim.

Segundo a especialista, os fitoestrógenos são encontrados em muitos vegetais e são particularmente abundantes no grão da soja e seus derivados. Genisteína e daidzeína são as maiores isoflavonas da soja.

Apesar de acreditar que mais pesquisas são necessárias para que a associação seja definitivamente comprovada, Rosa diz que não recomenda o alimento para homens que estão tentando ter filhos.

— Se a pessoa já está passando por alguma dificuldade, não tem porque arriscar — explica a nutricionista.

Em 2009, uma pesquisa do Centro de Estudo de Conservação do Espermatozóide Humano, de Paris, apontou, através de experimentos com ratos, que o consumo de genisteína pode causar a redução da produção e motilidade dos espermatozóides. No ano anterior, uma pesquisa publicada na Human Reprodution, com 99 homens, mostrou que a ingestão de alimentos com soja e isoflavonas reduz a concentração de espermatozóides.

Rosa explica também que essa substância pode afetar até mesmo as crianças do sexo masculino. Pesquisas relataram a alta concentração de isoflavona nas fórmulas infantis à base de soja e analisaram os possíveis efeitos adversos. Bebês que se alimentam exclusivamente com esses produtos podem ter níveis sanguíneos de isoflavona até cinco vezes maior que um adulto com dieta rica em soja, mas não ficou comprovado o efeito que isso pode acarretar a longo prazo.

Em 2003, uma pesquisa feita com ratos apontou que pode haver relação da soja com a formação dos órgãos genitais masculinos. Depois de expostos a uma dieta à base de soja na fase de gestação e lactação, os roedores exibiram diminuição da distância anogenital, do tamanho do pênis e dos níveis séricos de testosterona (hormônio masculino).

— Até agora não há estudos experimentais em seres humanos avaliando o período da gestação e os possíveis efeitos na reprodução desse filho adulto — acrescenta Rosa.

— Cabe ressaltar, que existem pesquisas que não encontraram efeitos prejudiciais dos fitoestrógenos na fertilidade masculina. E, apesar de existirem muitos estudos, é necessário um melhor entendimento da influência de fitoestrógenos no desenvolvimento masculino — alerta a nutricionista.

Fonte: ZeroHora.com

   
O Portal ClicSoledade não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Publicidade