Currículo: o “x” da questão

O aluno deve se sentir parte do currículo e o currículo parte da sua vida cotidiana

Por Redação em 12/01/2011
nao. (Foto: Divulgação)
Currículo: o “x” da questão

Quando ingressamos no ensino superior precisamos definir quais as disciplinas que gostaríamos de realizar no semestre. Algumas são obrigatórias e independentes da nossa escolha, outras são consideradas eletivas ou opcionais, então surge à grande questão... Qual disciplina cursar? Qual será a melhor opção para a profissionalização?

O currículo é sempre uma questão a ser discutida, sejam por alunos, sejam por profissionais da educação e instituições de ensino, pois envolve duas questões cruciais: o que aprender e para que?

Questões muitas vezes levantadas por alunos aos professores. A escolha pelo currículo apropriado a cada curso de graduação é algo minucioso e muito complexo, pois envolve diferentes conhecimentos, técnicas e práticas pedagógicas condizentes com a atuação profissional e relação com o mercado de trabalho.

A renovação curricular é algo inevitável, tendo em vista a evolução das tecnologias, a transformação de conhecimentos e as novas exigências do mercado de trabalho. O que está implícito muitas vezes no currículo são as ideologias e visões diferenciadas de mundo e educação. Para autores como o historiador norte-americano Thomas Popkewitz, o currículo é uma construção histórica e por isso reflete movimentos de regulação e poder, bem como as ideologias de seu tempo.

O currículo não é uma lista de tópicos condizentes com o curso escolhido. Além da seleção de disciplinas e conteúdos, o currículo deve ser interligado de forma interdisciplinar unindo teoria a prática. Vários pesquisadores defendem um currículo mais enxuto, outros apostam na flexibilidade do currículo para que o mesmo possa atender as reais necessidades do aluno. O aluno deve se sentir parte do currículo e o currículo parte da sua vida cotidiana.

O diálogo entre disciplinas e conteúdos auxilia significativamente neste sentido, independente da graduação, pois vários conhecimentos perpassam diferentes áreas do saber. A escolha das disciplinas principalmente aos alunos ingressantes no ensino superior é fundamental, pois através delas os alunos terão o primeiro contato com o curso de graduação escolhido.


Fonte: Giovana Mattei
Coordenadora Pedagógica IMED
pedagogico@imed.edu.br

   
O Portal ClicSoledade não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Publicidade